Em sua 'melhor fase', Guga mira vaga no time profissional do Avaí

Guga, Florianópolis, esporte e Avaí. É difícil encontrar palavras que se combinem melhor do que essas quatro. Mas o Guga citado, na verdade, não atua com a raquete nas mãos, mas com a bola nos pés. Homônimo do apelido do ex-tenista Gustavo Kuerten, o jovem lateral direito do Avaí, de 18 anos, quer fazer mais do que "apenas" ter um nome igual ao do ídolo nacional, quer brilhar com a camisa da equipe catarinense.

Cláudio Rodrigues Gomes nasceu em Osvaldo Cruz, no Rio de Janeiro, e chegou a Florianópolis com apenas 14 anos. Logo em seus primeiros momentos na cidade, a semelhança com o "manezinho da Ilha" foi notada, e o apelido foi prontamente definido: Guga.

Nessa temporada, o jovem mostrou que pode ser mais um Guga a dar alegrias para a torcida do Avaí e, por quê não, do Brasil. Lateral veloz e técnico, foi o líder da equipe que chegou à semifinal da Copa do Brasil Sub-20 e da Copa Santa Catarina, recebendo a faixa de capitão e sendo responsável pelas cobranças de bola parada do time.

- Estou vivendo o melhor momento da minha carreira, e espero manter assim. Cada dia que entro em campo para treinar ou jogar, eu lembro de onde vim e do que passei pra estar aqui hoje. Isso é o que me motiva para buscar sempre meu máximo e realizar meu trabalho da melhor forma dentro de campo - falou o jovem jogador, filho de um taxista e de uma cabeleireira.

Na Copa do Brasil Sub-20, o Avaí fez a melhor campanha de sua história nessa temporada, visto que o time nunca havia passado do duelo de estreia. Pelo caminho, deixou para trás equipes tradicionais do futebol brasileiro, como Grêmio (5 a 1 no agregado), Fluminense (5 a 2), Palmeiras (5 a 4), até a queda para o Flamengo na semifinal (4 a 2). Na disputa, Guga fez três gols, além de distribuir diversas assistências.

Agora, o lateral volta sua atenção para a semifinal da Copa Santa Catarina, o estadual júnior. Nesta quinta-feira, às 15h, o Avaí recebe o Joinville no Estádio da Ressacada, no primeiro jogo do confronto. Para o jogador, o título é a meta e, no lado pessoal, ser alçado para a equipe profissional é o desejo.

- Nós trabalhamos muito para chegar em todas as competições e brigar pelos títulos. Estamos conseguindo realizar isso. Agora, temos de manter o foco para conquistar a Copa Santa Catarina, que tornou-se uma das metas iniciais dessa temporada - disse Guga, antes de completar:

- Estou trabalhando muito para figurar na equipe principal. Já participei de diversos treinos com eles e sei que logo poderei ganhar uma oportunidade. Assim que isso acontecer, a torcida pode ter certeza que irei aproveitar da melhor forma.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos