Kazim se frustra por falha após quase um mês fora no Timão: 'Eu precisava'

A goleada por 3 a 0 contra o Bahia deixou os jogadores do Corinthians mais do que satisfeitos em razão do 22º jogo consecutivo sem derrotas na temporada e da liderança mantida no Campeonato Brasileiro. Um nome usado pelo técnico Fábio Carille, no entanto, deixou a Arena Corinthians cabisbaixo e até mesmo bravo. "Não vou nem dormir à noite", lamentou Kazim, tentando buscar palavras para explicar as duas chances de gol perdidas em dez minutos.

- Quase no futebol é nada. Eu precisava fazer esse gol, não podia perder a oportunidade, porque fiquei no banco muito tempo. Tenho sorte por estar nesse time e fizeram três gols, mas eu podia ter feito o terceiro e definido o jogo. A torcida aplaudiu no fim e achei isso bonito, porque eles sabem que eu não sou um jogador que dá 90%, dou sempre 100% - disse Kazim, que entrou aos 36 minutos do segundo tempo, teve duas chances de gol e se lembra bem de ambas.

- Na primeira eu levei a bola para o meio e chutei, mas não acertei. É um lance normal. Mas a segunda não tem 'excuses'. Como vocês dizem? Desculpas? Não tem desculpas. Eu deveria ter marcado.

Kazim voltou a ter oportunidades no Corinthians após quase um mês. Seu último jogo antes do Bahia havia sido em 28 de maio, na vitória por 1 a 0 sobre o Atlético-GO. Ao todo são 16 atuações com a camisa alvinegra e dois gols marcados, sendo um na pré-temporada, contra o Vasco, e outro no Paulistão.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos