Cláusula de recompra dificulta saída de Iheanacho do Manchester City

Sem espaço no Manchester City com Pep Guardiola, o atacante Kelechi Iheanacho pode deixar o clube. No entanto, os Citizens estão receosos de o jovem decolar em outra equipe e querem colocar uma cláusula de recompra no contrato do jogador, segundo o jornal "The Telegraph".

Aos 20 anos, Iheanacho está bem cotado no futebol inglês. O Leicester é o principal interessado no atacante nigeriano, mas o West Ham corre por fora. O Manchester City pede algo em torno de 25 milhões de libras (R$ 105 milhões) para vender a sua joia.

O valor teria sido aceito pelos clubes, mas a cláusula de recompra vem travando o negócio. O valor seria ao menos 10 milhões de libras (R$ 42,4 milhões) acima do acertado na venda.

As cláusulas de recompra estão mais comuns nos últimos anos, adotadas principalmente pelos times espanhóis. Alguns casos se tornaram emblemáticos, como Casemiro e Morata, pelo Real Madrid, e Denis Suárez, pelo Barcelona.

Na última temporada, Iheanacho perdeu ainda mais espaço após a chegada de Gabriel Jesus ao Manchester City. O atacante nigeriano atuou em 29 partidas e marcou sete gols.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos