Eurico Miranda pede apoio da torcida e promete "absoluta segurança"

  • Carlos Gregório Jr/Vasco.com.br

O presidente do Vasco, Eurico Miranda, concedeu uma entrevista coletiva na manhã deste sábado, véspera do confronto do Cruz-Maltino diante do Atlético-GO, em São Januário, a ser realizado pela 10ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Ressabiado quanto a um novo protesto na casa vascaína, o dirigente prometeu segurança redobrada, pouco depois de convocar a torcida, sobretudo famílias, para lotar o estádio no jogo marcado para as 11h (de Brasília).

"Fazer convocação e pedido. No sentido de convocar o torcedor do Vasco para que ele compareça a São Januário. É um jogo de manhã, gostaria de ver muitas famílias aqui. Eles saberem primeiro que venham para um jogo com absoluta segurança, tranquilidade. A importância da presença do torcedor é fundamental, dentro dos nossos objetivos", disse Eurico, clamando também para que o torcedor não "reaja às provocações".

"O que peço é que, na verdade, o torcedor que aqui compareça, e ele pode vir, ele não aceite provocações. Não reaja às provocações para que a gente tenha realmente um jogo", prosseguiu.

O receito do presidente se dá, principalmente, pelas recentes confusões em São Januário. Na vitória diante do Avaí, assim que houve um apagão no local, torcedores entraram em conflito com policiais. Já na goleada sofrida contra o Corinthians, alguns sócios acusaram seguranças da diretoria de os agredirem.

Por fim, Eurico Miranda ressaltou que "São Januário tem que ser o local que o Vasco sobressaia" e, em vantagem sob seus aposentos, triunfe nos compromissos. Até o momento, segundo as últimas informações divulgadas pelo Vasco, pouco mais de oito mil ingressos já foram vendidos.

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos