Pedro Antonio detalha projeto de estádio do Flu no Parque Olímpico

O projeto da construção do estádio do Fluminense no Parque Olímpico existe e Pedro Antonio detalhou como andam as negociações pela futura casa tricolor. Ao portal "Globoesporte", o VP de Projetos Especiais afirmou que a ideia é um palco com capacidade para 22 mil torcedores e que poderia ser erguido em um ano, mas, para sair do papel, é preciso entendimento interno no clube das Laranjeiras, além do apoio financeiro de patrocinadores e político da governo.

- O projeto só não foi para frente por conta da insegurança da atual administração em conduzir o assunto - comentou Pedro Antonio sobre a não realização de um encontro da diretoria com o prefeito Marcelo Crivella.

Principal responsável pela construção do CT, que foi batizado com seu nome na gestão de Peter SIemsen, Pedro Antonio foi voluntário na Rio-2016 e conhece bem o Parque Olímpico da Barra. No entanto, o dirigente diz que o projeto do estádio tricolor não é seu, e sim de toda torcida tricolor. Além disso, espera que a política interna não faça o Fluminense desperdiçar uma oportunidade única.

- Falei ao presidente Abad: essa oportunidade não pode passar em branco. Em 100 anos, não vai aparecer oportunidade igual. Ela não surgiu da noite para o dia. Surgiu de trabalho, de observação, de acompanhamento nos últimos anos. Nos últimos 12 meses, estou focado no assunto. Calado, sem falar para ninguém. Quem sabia era o ex-presidente Peter, ele tinha o projeto dele lá. O presidente Abad sabia e estava, inicialmente, no projeto do Peter e procurando outros terrenos. Nós, a torcida tricolor, queremos estádio. O Fluminense não pode ser um clube sem telhado, sem casa. Acabou - explicou Pedro Antonio.

O interesse do Fluminense em construir sua casa no Parque Olímpico foi noticiado há duas semanas e o clube, de forma oficial, não se manifestou na época. Na campanha de eleição de Pedro Abad, candidato da situação, o ex-presidente Peter Siemsen apresentou um projeto de estádio na Barra da Tijuca que ajudou na vitória do atual mandatário tricolor.

Após esse episódio, foi noticiado o interesse do Flamengo em construir seu estádio no Parque Olímpico da Barra. A repercussão não foi boa entre os tricolores. Pedro Antonio espera que a Prefeitura seja justa no caso e afirma que, caso a construção do estádio não vá para frente, a reforma do Estádio das Laranjeiras pode ser levada à diante. A liberação, no entanto, é complexa.

- Se a gente não tiver, ninguém vai ter. E, se não for lá, se tomarem a ideia, queremos liberação da prefeitura para reformar as Laranjeiras. Podemos conversar, negociar e ser justos. Não vejo problema em o Flamengo administrar o Maracanã. Hoje é a Odebrecht, uma empresa. Tem de ter um acordo justo para as partes. Para todos poderem usar. Podemos ter acordo justo com o Botafogo no Nilton Santos. Fico até triste de não poder fazer acordo com o Vasco. O que interessa é o futebol do Rio de Janeiro. Agora, o que não vai ter é um time hegemônico no Rio de Janeiro. Podem esquecer. Isso não terá - completou Pedro Antonio ao portal "Globoesporte".

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos