Cuca vê 'jogo de Libertadores' em Campinas e elogia Guerra e Furtado

Cuca enxergou características de Libertadores na vitória do Palmeiras sobre a Ponte Preta, por 2 a 1, na tarde deste domingo, e valorizou o fato de ter triunfado mesmo com diversas baixas - Edu Dracena, Jean, Felipe Melo, Zé Roberto, Thiago Santos, Michel Bastos e Bruno Henrique nem foram a Campinas.

- Esse tipo de jogo aqui te faz pensar muito em jogo de Libertadores, que é assim também, você não tem 18 chances contra 16 do adversário. É pegado, disputado palmo a palmo como foi hoje. Se a gente tiver essa volúpia, esse interesse de hoje, vamos passar bem. Perdemos pontos importantes, mas tem tempo para recuperar - disse o treinador.

- Os gols que nós fizeram foram bonitos, em trocas de passes envolventes, principalmente o segundo. E com jogadores que a gente tem confiança, às vezes eles entram pouco e têm uma cobrança grande por parte de todos nós. Hoje eles puderam ajudar, mesmo com tantas ausências que tivemos, quase todas por necessidade. Não tinham condições de jogo e fizemos valer a força do elenco. Estamos subindo, dos últimos cinco jogos, vencemos cinco. Estamos no caminho certo - emendou.

Alejandro Guerra, autor dos dois gols, foi exaltado pelo chefe. E com uma ressalva: é preciso tomar cuidado para não perdê-lo por problemas físicos.

- Ele foi importante. E era um jogo difícil para o Guerra, um criador, muito bem marcado. O Guerra já jogou mais de 25 partidas nesse ano (pelo clube são 23, além dos jogos pela seleção venezuelana) e temos que tomar cuidado para não perder. Ele está suspenso para o próximo jogo e vai ficar fora recuperando para a Libertadores - comentou Cuca, lembrando que o meia não enfrentará o Grêmio, sábado que vem, e que a partida seguinte é contra o Barcelona (ECU).

Outro que ganhou elogios foi Gabriel Furtado, jovem de 17 anos que fez sua estreia entre os profissionais do Verdão:

- A gente fica feliz quando recorre à base. Ele participou diretamente do segundo tempo, primeira concentração dele, foi titular. É uma ansiedade muito grande que o atleta tem, teve câimbra nas duas pernas e teve que sair no meio tempo, já tinha amarelo também. Mas de qualquer forma está de parabéns, ele e toda base, por tê-lo preparado bem.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos