Com Galiotte em Assunção, Verdão tem audiência decisiva na Conmebol

Punido com três jogos como visitante sem a presença de seus torcedores na Libertadores, o Palmeiras apresentará sua defesa em audiência nesta segunda-feira pela manhã, na sede da Conmebol em Assunção, no Paraguai. O presidente do clube, Maurício Galiotte, viajou na noite deste domingo para participar do encontro. Não há uma data definida para que a entidade dê uma resposta ao recurso do clube.

- Eu tenho a mesma opinião desde o término da partida contra o Peñarol. O Palmeiras foi para jogar bola e foi vítima da falta de segurança e da agressividade dos jogadores do Peñarol. Em nenhum momento concordamos com as penas, reduzimos a do Felipe. Estou indo para o Paraguai, amanhã (hoje) temos a audiência, e vamos defender a nossa torcida, vamos defender o que a gente entende que é o correto. Nós fomos vítimas - disse o mandatário, à Rádio Globo, ainda em Campinas, onde acompanhou a vitória sobre a Ponte.

A audiência estava marca inicialmente para a última sexta-feira, mas acabou adiada pela Conmebol. O Palmeiras acredita que a pena será reduzida, mas imagina que dificilmente terá seus torcedores já na ida das oitavas de final, contra o Barcelona (ECU), em Guayaquil.

O jogo contra o Peñarol, em abril, terminou com confusão no campo e nas arquibancadas. A briga entre os jogadores resultou em uma suspensão de seis jogos para Felipe Melo - posteriormente reduzida para três, dos quais ele já cumpriu dois. O impedimento à torcida palmeirense de ver jogos como visitante foi causado pelo tumulto na arquibancada.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos