Portuguesa decepciona em mais um ano turbulento

O fundo do poço chegou para a Portuguesa no último domingo. Ao perder por 1 a 0 para a Desportiva, em Cariacica, quando dependia do empate para avançar à segunda fase da Série D do Brasileiro, a Lusa ficou sem vaga para disputar uma competição nacional em 2018.

Foi o capítulo final de uma derrocada que vem desde a polêmica eliminação da Série A em 2013, quando lançou a campo um jogador irregular numa partida que nada valia para ela. Perdeu quatro pontos, acabou rebaixada, perdeu receitas, aumentou a dívida e veio a queda livre em sequência (Série C, Série D e Campeonato paulista).

- A derrocada da Portuguesa começou com o rebaixamento via tapetão. A Lusa se preparava para disputar a Série A com a maior cota de TV de sua história. Do dia para a noite, o valor de R$ 21 milhões caiu para R$ 4 milhões. Mas não dá para atribuir tudo ao "Caso Héverton". Sobrou incompetência e péssima gestão, culminando com os rebaixamentos seguidos - disse Jorge Nicola, jornalista da ESPN Brasil e torcedor da Portuguesa.

Como está na Segundona do Paulista, a Portuguesa não tem como lutar pelas vagas que o Estadual dá para quarta divisão nacional. Assim, resta a via crúcis na dura Copa Paulista, torneio de consolação para os times que não têm o que disputar no segundo semestre. São 22 times que ao fim de uma maratona

de jogos lutam única vaga para a Série D.

A Lusa estreia no domingo, contra a Portuguesa Santista. Que o torcedor tenha fé que este torneio seja o início de uma recuperação do clube do Canindé.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos