Após retorno com vaias, Camilo se defende: 'Vão se tornar aplausos'

Mesmo voltando de lesão, nem Camilo escapou da ira dos botafoguenses que compareceram ao Nilton Santos e viram a equipe ser derrotada por 2 a 0 para o Avaí, então lanterna do Brasileirão. Vaiado no decorrer do jogo e na sua saída de campo, para a entrada de Leandrinho, o camisa 10 alvinegro lembrou do tempo que esteve sem atuar e prometeu transformar as vaias em aplausos.

- Vejo como normal. Fiquei seis jogos sem atuar, estava jogando com dor, tive um problema na cervical. É ter maturidade e trabalho. Tenho certeza que essas vaias vão se tornar aplausos com trabalho - deseja o meia do Botafogo.

Se os números da temporada de Camilo não são dos melhores - apenas um gol e uma assistência - o Alvinegro engatava uma sequência de duas vitórias até o revés para o Avaí no Nilton Santos. O camisa 10 lembrou das chances criadas pelo Botafogo no decorrer do jogo e cobrou maior eficiência nas partidas.

- Nós falávamos antes do jogo que não seria fácil, apesar de ter tudo à favor. Nós fomos alertados. Pecamos nos minutos iniciais, o que não é muito a cara da nossa equipe. Depois martelamos e a bola não quis entrar. Não fomos eficientes como nas últimas partidas. Levantar a poeira e trabalhar - completou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos