Chateado, Montillo vai se reunir com diretoria e pode deixar o Botafogo

Pode estar chegando ao fim a passagem de Walter Montillo pelo Botafogo. A nova lesão sofrida, com apenas sete minutos de jogo na derrota para o Avaí, na segunda-feira, foi o estopim. Mas não para a diretoria e sim para o próprio argentino. Com contrato até o final do ano, o jogador pediu para os próximos dias uma reunião com a diretoria para acertar detalhes de uma possível rescisão do vínculo com o Alvinegro e ainda acertar pendências, em relação aos vencimentos que ele recebeu no tempo em que ficou machucado.

A pessoas próximas do jogador, e confirmado pela reportagem do Lance!, o meia disse que a situação está insustentável e as cobranças devido os problemas físicos já passaram do limite.

Ao deixar o gramado do Nilton Santos, visivelmente irritado, Montillo trocou de roupa - tirou a camisa ainda dentro do campo - e seguiu direto para o vestiário,. Lá, arrumou suas coisas e foi embora. Seus familiares, presentes na tribuna do Niltão, desceram e encontraram o jogador que foi conduzido para a sua residência. Lá, Montillo recebeu uma ligação de Antônio Lopes, gerente de futebol, pedindo o seu retorno. Nesta conversa, o meia confirmou que tem interesse em rescindir e que não quer mais ser taxado como 'ladrão' - termo utilizado por torcedores em geral, para jogadores que ganham muito e não conseguem jogar ou render o esperado.

Sabendo de toda irritação de Montillo, e confiante ainda em uma recuperação plena, a diretoria alvinegra resolveu dar a terça-feira, de reapresentação e preparação da equipe para o jogo diante do Atlético-MG, pela Copa do Brasil, na quinta, de folga para o jogador.

Ele é aguardado em General Severiano, na quarta-feira. Lá, ele será avaliado clinicamente mais uma vez, e vai conversar com o presidente do Glorioso, Carlos Eduardo Pereira e com Antônio Lopes.

Amigos do jogador, dentro e fora do clube, tentam convencê-lo do diferente. Isto porque, Montillo é visto dentro do Botafogo como um bom profissional, com respeito dos demais e com dedicação em todas as atividades. O fato das constantes lesões tem deixado o jogador cabisbaixo nos corredores de General.

Contratado como o principal reforço para 2017, o camisa 7 só conseguiu estar em campo em apenas 17 partidas e sequer fez gols. A torcida já cobra o desempenho, em especial nas redes sociais, aonde Montillo convive com constantes xingamentos.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos