Da expectativa ao drama extremo: Montillo não consegue jogar

  • Vitor Silva / SS Press / Flickr do Botafogo

O 2017 de Montillo vem sendo um verdadeiro martírio, e esta segunda-feira foi uma provação daquelas. Após longo período ausente e entrar no decorrer de cinco jogos, a partida contra o Avaí era a primeira em que ele atuava desde o início. Mas as dores retornaram. A panturrilha direita fez o meia do Botafogo sair do gramado aos sete minutos do primeiro tempo. Inconformado com mais um problema físico, ele nem esperou o fim da partida e foi embora do Estádio Nilton Santos.

O LANCE! apurou que ele chegou a receber telefonema do gerente de futebol Antônio Lopes para retornar, pela possibilidade de ser sorteado para o antidoping. Não voltou, mas acabou não sendo um dos escolhidos. Quanto à lesão, nem chegou a ser avaliado pelos médicos. O diagnóstico vai ser feito a partir desta terça.

As três temporadas de Montillo no futebol chinês parecem não ter feito bem para a resistência física do argentino. Neste retorno ao Brasil, esta já é a quarta lesão em seis meses. Só a coxa direita lhe tirou de combate por dois meses. O meia de 33 anos chegou a oferecer a devolução dos salários enquanto não conseguisse jogar. Contudo, mais de uma vez a diretoria alvinegra se negou a receber o montante.

A atitude na beira do gramado do último jogo é mais uma prova de como o camisa 7 tem ficado incomodado. Com os vencimentos que giram em torno de R$ 400 mil, ele sabe a expectativa que havia sobre seus ombros desde dezembro, quando foi apresentado. E até agora foram apenas 17 jogos e nenhum gol marcado.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos