Guerrero indica postura contra o Santos e ri de simulação de zagueiro do Bahia: 'Achei engraçado'

Autor de três gols na última vitória do Flamengo na Ilha do Urubu, Guerrero quer o time entrando com 'pegada' diante do Santos, nesta quarta-feira, pela Copa do Brasil. O atacante não acredita que a equipe possa repetir a atuação que teve contra a Chapecoense, quando goleou por 5 a 1, mas considera que a vontade ao entrar em campo tem que ser a mesma.

- Todos os jogos são diferentes, há adversários diferentes, não se pode repetir o mesmo, mas a pegada não pode mudar. Começamos pressionando os caras (Chape), temos que fazer isso amanhã também. Não podemos sofrer gols e temos que fazer. É um adversário muito forte, mas temos que aproveitar todas as chances. Sabemos que será um jogo difícil amanhã, eles têm um bom time. Mas estamos jogando em casa - ponderou o camisa 9.

O Flamengo não terá três reforços recentemente contratados para este duelo: o zagueiro Rhodolfo, o meia Everton Ribeiro e o atacante Geuvânio, que chegaram ao clube carioca após o término das inscrições na Copa do Brasil. Nem por isso o atacante peruano está desanimado. Ele acredita que o Rubro-Negro tem bons substitutos.

- Acho que todos os jogadores do Flamengo estão bem entrosados. Não vejo diferença nenhuma. Todos os jogadores, até os que ficam no banco estão entrosados. Se mudar um ou outro jogador, não tem diferença. Todos estão em condições de jogar - disse o centroavante.

ATLETA RI DE SIMULAÇÃO DE ADVERSÁRIO

Guerrero comentou sobre o lance protagonizado pelo zagueiro Lucas Fonseca, do Bahia, no último fim de semana, no duelo na Fonte Nova. O defensor do Tricolor de Aço agrediu o rubro-negro e depois simulou ter sido atacado. O peruano demonstrou bom-humor ao relembrar a jogada.

- Eu nem cheguei perto dele, mas ele deixou a perna em mim. Achei engraçado, no momento ele reagiu assim, daquela forma, não entendi, mas acontece - disse o peruano.

CONFIANÇA NO BRASILEIRO

Apesar do Corinthians estar nove pontos à frente do Flamengo na tabela de classificação, Guerrero acredita ser possível tirar esta diferença.

- Corinthians é um time que encaixou bem, está muito motivado, mas falta muito. Nada está definido - lembrou.

FORA DE POLÊMICA COM BRUNO HENRIQUE

O atacante Bruno Henrique, do Santos, deu a entender que o técnico Zé Ricardo não estava tirando proveito do bom elenco do Flamengo em entrevista concedida recentemente. Questionado sobre a declaração do adversário desta quarta-feira, Guerrero evitou entrar em polêmica.

- Eu não vou opinar nunca contra um companheiro de trabalho. O que posso dizer é que o time está bem, que estamos nos entrosando. Temos um elenco bom e qualificado. Quem escolhe as peças é o treinador. Temos que pensar jogo a jogo. Estamos muito concentrados no jogo de amanhã e temos que entrar pensando em ganhar - disse o peruano.

ARTILHEIRO, EU?

Ao ser perguntado sobre o seu bom momento no Flamengo, com 16 gols somente nesta temporada, Guerrero disse que não tem a intenção de ser artilheiro, mas sim conquistar títulos.

- Estou me sentindo muito bem, não sou daqueles atacantes que ficam só pensando no gol, prefiro pensar em ganhar o jogo. Sei que fazer o gol é importante, mas não ligo que eu tenha de fazer os gols. O mais importante é que o Flamengo ganhe. Estou quase completando dois anos aqui, muito concentrado. Para mim, é mais importante sair campeão do que artilheiro. Quem ganha, afinal, é o time - sentenciou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos