Presidente do Sport não vê assédio do Verdão e repete que Diego Souza fica

Arnaldo Barros, presidente do Sport, considera que o interesse do Palmeiras em Diego Souza é "legítimo" e por isso não o caracteriza assédio. Decidido a manter o seu principal jogador no elenco, o dirigente repetiu que não está interessado em perder o meia-atacante de forma alguma, embora os clubes tenham começado a negociar na segunda. O Verdão, enquanto isso, ainda quer o atleta, um pedido de Cuca.

- A palavra assédio, eu como advogado, tenho que te dizer que tem uma repercussão de ilicitude. Então eu não diria isso, pelo menos até agora não está caracterizado o assédio. É uma demonstração legítima de interesse. Não sei se o Palmeiras aliciou o Diego de alguma forma. Se acontecesse, seria uma atitude extremamente condenável e cabível de medidas judiciais. Mas quero crer que isso não aconteceu, que tudo se resumiu a uma justa e legítima demonstração de interesse, que foi devidamente rechaçada porque Diego e Sport preferem continuar como estão - disse Arnaldo, à Fox Sports.

- O interesse do Sport é na permanência do atleta. Não fizemos e nem estamos dispostos a fazer nenhum exercício no sentido de nos desfazermos de Diego, seja integralmente em dinheiro ou dinheiro ou mais atletas, com todo respeito aos atletas que compõem o elenco do Palmeiras, que eu sei que são valorosos e talentosos. Mas o Sport tem interesse em permanecer com o centroavante da Seleção Brasileira - acrescentou.

O interesse do Palmeiras em Diego se dá pela escassez de centroavantes no elenco - há apenas Borja, e o colombiano ainda não engrenou. O camisa 87 do Sport resolveria este problema e ainda seria uma opção como meia, setor em que depende muito de Guerra.

A favor do Verdão, além da possibilidade de disputar a Libertadores e dar ao jogador uma valorização, está a ideia de usá-lo no ataque. Ele tem sido convocado por Tite para a Seleção como centroavante, e Vanderlei Luxemburgo voltou a escalá-lo no meio-campo.

Durante toda a novela, os dirigentes do Sport repetem que Diego não quer sair. O jogador, contudo, ainda não se pronunciou, o que deve ocorrer apenas nesta quarta-feira, depois de decidir o título do Campeonato Pernambucano contra o Salgueiro.

- Diego está no Sport por um projeto pessoal, porque aqui ele reencontrou o prazer de trabalhar e de jogar, a família dele está plenamente ambientada na cidade, usufruindo do Nordeste, de Recife. A cabeça de Diego está tranquila. Conversamos com ele, o meu vice-presidente de futebol conversou ontem (segunda) à tarde com ele e ele está tranquilo, focado, já decidiu que quer ficar no Sport. Ele sairia se o Sport quisesse que ele saísse, e o Sport não quer, quer ficar com ele - encerrou.

Independente da decisão, a negociação terá um fim rápido. Isto porque o Palmeiras tem até segunda-feira para fazer novas inscrições para as oitavas de final da Libertadores. Cuca espera ter um reforço no ataque até a data.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos