Araruna garante: 'Todos os jogadores estão comprometidos no São Paulo'

Em reunião do Conselho Deliberativo nessa segunda-feira, o diretor de futebol Vinicius Pinotti colocou-se à disposição dos membros do órgão do São Paulo e comentou-se sobre falta de compromisso dos jogadores do São Paulo. Mas Araruna assegura que isso não existe dentro do plantel de Rogério Ceni.

- Aqui dentro, vejo todos compromissados, ninguém treinando por treinar ou falando mal do outro. Todos sentem derrotas, ninguém gosta de perder, todos gostam de ganhar, tem jogadores campeões em diversos clubes. Estão todos compromissados e trabalhando forte para sair da posição em que estamos.

A informação sobre o debate de falta de compromisso na reunião do Conselho foi divulgada pelo Uol, mas, aparentemente, não teve tanto impacto no CT da Barra Funda. Escolhido para dar entrevista coletiva após o treino desta quarta-feira, Araruna assegurou, inclusive, que esse é o momento de os atletas provarem seu comprometimento com o clube.

- Existem dois momentos. O bom, com jogadores que entram em ascensão e saem na mídia, e outro para atletas compromissados, e é o que estou fazendo aqui, ouvindo o Rogério para amadurecer e crescer - falou o volante, que voltou a ser titular na lateral direita, no último domingo, após mais de dois meses fora por lesão muscular.

Confira outros temas abordados pelo jogador em sua entrevista coletiva:

Momento do time

Momento difícil, ninguém gosta de jogar perto da zona de rebaixamento. Estamos trabalhando. Sentimos cada derrota ou empate. Não fizemos nenhuma má partida nos últimos jogos, fomos bem. Temos totais condições de melhorar, ganhar jogos e brigar por Libertadores e pelo campeonato.

Reforços

Reforços chegam para ajudar. Precisamos de ajuda para trabalhar e sair dessa má fase que estão apontando.

Posição

Eu me sinto confortável como lateral ou volante, sou opção para as duas posições. No que o Rogério precisar, pode contar para ajudar, é o que quero.

Perspectiva de melhora

Não estamos fazendo maus jogos, estamos propondo o jogo. Isso nos faz tirar boa lição. Infelizmente, resultados não estão vindo, mas, em breve, as coisas vão melhorar.

Pensa em sair?

Hoje, minha cabeça é só no São Paulo. Venho aqui trabalhar o máximo possível para tirar São Paulo da situação. Tenho sonho de jogar na Europa, mas é longo prazo. Minha cabeça está no São Paulo.

Temporada

É meu primeiro ano como profissional. Ganhei muitos títulos na base e, agora, enfrento um ambiente diferente para mim, de amadurecimento. Aprendo muito a cada jogo e quero ajudar o time a vencer.

Sequência no Brasileiro

São jogos difíceis, para nós e para eles. São Paulo sempre merece respeito. Temos totais condições de buscar pontos fora de casa. Tem muito jogo pela frente. Não conseguimos pontos desejados nessa parte do campeonato, mas temos totais condições de brigar pelo topo da tabela.

Contusão

A lesão é sempre chata, odeio ficar fora, principalmente assistir a jogo de fora sem poder ajudar em campo. Busquei, no meu tratamento, treinar para não machucar de novo. E frequentei um pouco mais a faculdade.

Petros

Todo reforço é bem-vindo. Acompanhei o Petros, era uma referência para mim, gosto do futebol dele, vem para ajudar bastante. Mas, em relação a lateral ou meio, trabalho para aproveitar a oportunidade. A opção de eu jogar na lateral ou no meio é do Rogério.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos