Mattos despista sobre Diego Souza, mas não descarta novo atacante

Alexandre Mattos manifestou-se pela primeira vez sobre o interesse do Palmeiras por Diego Souza, do Sport. O diretor de futebol despistou quando foi questionado sobre a existência de uma proposta pelo jogador, disse que o único atacante que buscou efetivamente nos últimos dias foi Richarlison, do Fluminense, e não descartou a chegada de mais um atleta da posição.

"A gente está trabalhando para ajustar o que está aqui. Não dá para ficar falando de Diego Souza, Diego Souza... Outro dia era o Tardelli, outro dia era o Marco Rubén, outro dia era o Diego Costa. Pô, cada hora a gente fica falando um nome e isso cria uma expectativa no torcedor. O torcedor tem que entender que o que temos de bom é o nosso coletivo. Temos grandes jogadores aqui", disse Mattos, quando um repórter perguntou se o Palmeiras fez ou não uma proposta ao Sport por Diego Souza.

"Não dá para falar de interesse. O que dá para falar é que estamos focados no jogo (contra o Cruzeiro), que é dificílimo. O Palmeiras precisa focar e jogar muito para não passar dificuldade. Se vier alguma coisa, a assessoria passa para vocês", emendou.

Arnaldo Barros, presidente do Sport, confirmou na última terça-feira que o Palmeiras manifestou o desejo de contratar Diego Souza. Disse, inclusive, que foi uma "demonstração legítima" de interesse, negando que tenha havido assédio sobre o atleta - e reafirmando que não tem a intenção de negociá-lo. Mattos, no entanto, só confirma a busca por Richarlison.

- O que efetivamente teve de verdade, de concreto, foi que o Palmeiras procurou o Fluminense. Eu liguei para o diretor e para o presidente do Fluminense, fiz a proposta (por Richarlison) e pronto. A partir daí, não é mais com o Palmeiras - declarou.

Com Diego Souza ou não, o Palmeiras está no mercado em busca de um atacante. Este é um pedido público do técnico Cuca, que tem utilizado Willian como centroavante e deixado Borja no banco. Alexandre Mattos admite a necessidade, mas avisa que só fará uma contratação se encontrar um atleta que possa fazer a diferença.

- Precisávamos de mais uma peça no meio de campo e trouxemos o Bruno Henrique. Nessa posição (atacante), vamos buscar se tiver alguém disponível que possa dar uma característica diferente das que temos hoje. Se vier, vai ser com calma. Se não vier, o Palmeiras está satisfeito. E mais ainda: satisfeito porque está vendo voltar o ajuste coletivo. Se o Palmeiras tiver o ajuste coletivo, é muito forte. Se não tiver, a gente pode buscar o jogador que for, do tamanho que for, e não vai adiantar nada - disse.

- É uma questão até de números. Saíram do Palmeiras, de dezembro para cá, Leandro Pereira, Alecsandro, Rafael Marques e Barrios. O Palmeiras trouxe o Willian e o Borja, então até por uma questão de números você talvez precise de mais alguma coisinha ali, mas isso desde que seja um jogador que nos ajude. Com muita tranquilidade, a gente está fazendo.

Diego Souza é, por enquanto, a única parte envolvida na novela que não se manifestou publicamente sobre o assunto. Ele deve ser questionado sobre o assunto após a final do Pernambucano, contra o Salgueiro, nesta quarta. Seu empresário, Eduardo Uram, disse que não comentará o assunto e que os clubes é que devem fazê-lo.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos