Petros se apresenta: 'Agradeço ao Corinthians, mas agora sou tricolor'

Petros foi apresentado antes do treino desta quinta-feira, mas já se mostrando bastante à vontade no São Paulo. O volante, por quem a diretoria pagou 2,5 milhões de euros (mais de R$ 9 milhões) ao Betis por 50% de seus direitos econômicos, fez questão de deixar para trás seu passado no rival Corinthians, que ainda detém 25% de seus direitos, e se mostrar totalmente ligado ao Tricolor.

- Sou muito grato ao Corinthians por me lançar ao futebol. Fiz tudo o que tinha que fazer lá e ponto final. Agora sou um tricolor e vou construir aqui uma história muito bonita, pode ter certeza - prometeu o meio-campista, que jogou entre 2014 e 2015 no rival alvinegro e, agora, assinou contrato de quatro temporadas com o São Paulo, dizendo que nem precisou ser convencido de que seria bom vestir a camisa 6 do clube.

- Não precisei ser convencido. Tomo decisões com meu coração. Minha família está feliz e estou pronto para trabalhar. Gosto de desafios. A decisão é toda minha. Agradeço ao Betis, meu ex-clube, e agradeço à confiança do presidente Leco e do diretor Vinicius (Pinotti). Aceito o projeto e estou confiante.

A confiança foi a sensação dominante na entrevista coletiva do jogador de 28 anos. Petros avisou que está na melhor fase da carreira e se mostrou completamente convicto de que a equipe, hoje à beira da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro, chegará aos lugares mais altos da tabela.

- Estou no melhor momento da carreira e falo isso porque sou muito exigente, analiso tudo que faço. Há quatro anos, estou em crescente na vida profissional. Vivi minha melhor fase na Espanha, estabilizado, com vida formada, e penso que, depois de quatro anos em grande nível, é o melhor momento da carreira. Sou um ser humano muito melhor e isso, aliado à técnica, me dá um grande momento.

Veja outros temas abordados por Petros em sua entrevista coletiva:

Promessas à torcida

Chego como um tricolor que vai ajudar muito, muito voluntarioso. Com responsabilidade muito grande, mas na minha melhor fase da carreira. Em um clube com estrutura importante. Não sou a solução dos problemas, mas vou dar a vida por esse projeto

Situação do clube

São Paulo é um clube megacampeão. Diretoria traz contratações para ajudar, o São Paulo já tem jogadores importante. Com certeza, o São Paulo vai brigar nas cabeças

Referência para Araruna

Vi a entrevista do Araruna e fico feliz. Também tenho referências e o que olho é que temos de nos esforçar e saber que nossa família depende de nossa profissão. O que posso passar é dedicação. Meu trabalho é sagrado, vivo para você. Sou uma pessoa muito dedicada, lutando por cada bola como se fosse a última.

Estreia

Graças a Deus, mantenho minha forma nas férias. Não estou tão ruim fisicamente. Mas não sou eu que falo isso. Devo treinar hoje com o grupo. O treinador que decide sobre minha estreia.

Mudanças na Espanha

Sou um ser humano muito mais maduro. Antes, tinha vontade muito grande de ganhar e me excedia. Agora, sou uma pessoa e um jogador melhor, mais controlado. Com as mesmas características, deve ter sido isso que chamou atenção da diretoria. Espero me manter assim.

Concorrência

O jogador que já está aqui também teve que chegar e tinha outros jogadores. Agradeço a todos os funcionários que me receberam muito bem, muito melhor do que eu esperava. Chego para ajudar e meu merecimento que dará oportunidade. Eu chegar não significa que sou melhor que alguém. O aspecto positivo é que a diretoria está trabalhando e brigando por coisas grandes. Quem reforça quer chegar a um patamar maior.

Rogério Ceni

O Rogério é um dos maiores, senão o maior ídolo da torcida. Sempre teve liderança em seu espírito. Estudou para ser treinador, está trabalhando e com certeza vai conseguir sucesso, porque é um cara muito honesto e bacana. Pessoas assim têm muito sucesso na vida.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos