Censura? Hulk é suspenso após protesto contra punição de Oscar

Uma decisão para lá de polêmica pegou o brasileiro Hulk, o chinês Wu Lei e o técnico André Villas-Boas, ambos do Shanghai SIPG, de surpresa. Na madrugada desta sexta-feira (no Brasil), o comitê disciplinar da Associação Chinesa de Futebol (CFA, em inglês) anunciou que o trio está suspenso por duas partidas após protestarem contra a severa punição imposta a Oscar - de oito partidas.

Na vitória do SIPG no último fim de semana, diante do Henan Jianye, Hulk e Lei usaram uma camisa com os seguintes dizeres: "Nothing to do, nothing to say ("Nada pra fazer, nada pra falar", em português). Na ocasião, os torcedores do clube de Xangai também protestaram bastante contra a punição do meia revelado pelo São Paulo.

O INÍCIO DE TUDO

A confusão se deu durante o empate entre o Shanghai SIPG e o Guangzhou R&F, há cerca de uma semana, quando Oscar chutou a bola em dois adversários. Logo depois, o ex-jogador do Chelsea foi derrubado e viu, do chão, uma confusão generalizada, inclusive com membros das comissões técnicas.

A federação local também anunciou que Oscar terá que pagar uma multa de 5 mil dólares (cerca de R$ 21 mil). O camisa 8 só retorna às atividades no Campeonato Chinês no dia 13 de agosto.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos