Low volta a falar de equipe jovem e diz que não tem medo de pênaltis

  • Grigory Dukor/Reuters

Às vésperas de mais uma final, o técnico Joachim Low voltou a falar sobre as críticas que recebeu ao convocar um grupo jovem para a disputa da Copa das Confederações. A Alemanha faz a final da competição neste domingo (2), às 15h (de Brasília), contra o Chile.

"Vi essas críticas, não foram uma surpresa. Quando há um torneio e você convoca, sempre há debate sobre os convocados. O time não é tão experiente quanto poderia e realmente acredito que superamos as expectativas aqui. Os jogadores se beneficiaram muito dessa experiência e evoluíram demais. Essa era a minha prioridade", afirmou o treinador.

Os chilenos bateram Portugal nos pênaltis, quando Claudio Bravo cresceu e defendeu as três cobranças dos adversários. Os comandados de Juan Antonio Pizzi também conquistaram as últimas duas edições da Copa América em disputas de penalidades contra a Argentina.

"Claro que não tenho medo de pênaltis. Por que teria? O Chile tem ótimos jogadores nesse quesito, e o Claudio Bravo defendeu três cobranças e é muito bom. Mas é claro que vamos tentar evitar isso e decidir a partida antes", declarou Low.

Low analisou o confronto e garantiu que será um duelo disputado. As duas equipes se enfrentaram na fase de grupos do torneio e ficaram no empate por 1 a 1, com gols de Stindl e Alexis Sánchez.

"Alemanha e Chile foram os dois melhores times da competição. Amanhã veremos um jogo cheio de intensidade, cheio de compromisso, porque ambos querem muito ser campeões. O Chile é um time excelente, tem muita experiência. Nós temos que dar 100% se quisermos vencer essa partida", completou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos