Reinventar: a palavra de ordem no Botafogo nesta fase decisiva de 2017

A semana alvinegra não foi das melhores. As derrotas para Avaí e Atlético-MG, aliadas a aposentadoria de Montillo, colocam uma pressão maior na sequência que envolve o Corinthians (líder) e Nacional-URU fora de casa. E para poder retomar a confiança dentro do Botafogo, a palavra de ordem é reinventar.

Seja pelo desgaste ou pelas constantes mudanças no elenco - aliadas, também, a demora por contratações no mercado, principalmente de um centroavante - o técnico Jair Ventura sabe que o Glorioso terá que recuperar a sua velha forma. Ainda mais na fase decisiva da temporada, com Libertadores e Copa do Brasil.

- É um momento muito importante para a gente, e eu tenho que me reinventar sempre. Quando você ganha, as coisas ficam para trás, quando perde, a culpa é do treinador. O que me preocupa são as inverdades. Temos que parar para analisar um pouquinho, ver a performance de jogo. Se o nosso time jogou bem ou não, e se foi culpa do sistema ou não - admitiu Jair, em tom de desabafo.

Dentro do elenco, o sentimento é de que os adversários estão sabendo melhor como enfrentar o Botafogo. Para Rodrigo Pimpão, é necessário melhor análise dos rivais alvinegros para que o time não cometa os mesmos erros de antes.

- Não digo se reinventar porque tudo que fizemos até hoje foi dessa maneira. Conseguimos a classificação para a fase de grupos, tivemos um bom início de Brasileiro e avançamos na Copa do Brasil. Temos que analisar a equipe adversária e usar os erros deles como vêm fazendo com a gente - afirmou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos