Superação e confiança extra: Daniel Guedes será titular no Santos

- Todo jogador sabe quando um ciclo se encerra e quando outro se inicia. Meu ciclo no Santos ainda não acabou, ainda tenho muita coisa pra conquistar aqui com este elenco e torcida - disse Daniel Guedes, titular que entrará em campo neste sábado no lugar de Victor Ferraz contra o Atlético-GO, às 19h, no estádio Olímpico.

O santista foi sondado pelo Botafogo pela terceira vez no início da temporada, mas não quis a transferência. Ele justifica:

- Não era hora de sair e eu não posso ir contra minhas convicções. Sabia que em algum momento a oportunidade iria novamente aparecer, optei por ficar e acertei - afirmou em entrevista ao LANCE!

Depois de conviver com o desafio de ser a terceira opção para o ex-técnico Dorival Júnior - Matheus Ribeiro era o reserva imediado de Victor Ferraz -, neste sábado Daniel ganhará uma chance com Levir Culpi. O camisa 4 foi liberado pelo Peixe para acompanhar o nascimento do primeiro filho e "passou a bola" para o jovem de 23 anos.

Com uma confiança extra após a ótima partida que fez contra o Atlético-PR - a primeira da temporada, quando o Peixe venceu por 2 a 0 sob o comando interino de Elano - Guedes encara a oportunidade como primeiro passo para mostrar o seu potencial para o comandante santista e adquirir a confiança dele para o restante da temporada.

- Fiz uma partida muito boa contra o Atlético-PR, me deixou muito seguro e feliz pela atuação, a partir daquele jogo eu ganhei uma confiança a mais. (Sábado) É uma bela oportunidade para mostrar o meu trabalho e meu potencial para um técnico que quer conhecer cada jogador do elenco e adquirir a confiança dele para o restante da temporada - revelou.

Mas nem tudo são flores. Em 2015, o santista encarou uma séria inflamação nos tendões da tíbia, que demorou um ano e três meses para se curar por completo. E engana-se quem pensa que a parte mais difícil foi sentir as dores e a recuperação.

- O momento mais difícil era estar na sala da minha casa, com minha família, ligar a TV e ver meus companheiros atuando e não poder estar ali para ajudá-los. É quando você percebe que você é importante, mas não está sendo aproveitado e não pode ajudar os companheiros. Esse sentimento é muito mais difícil de entender e eu fiquei bem chateado - concluiu.

Se nem a lesão abalou Daniel Guedes, não será o Atlético-GO que impedirá o jogador de doar tudo de si neste sábado.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos