Distância para o Corinthians causa desconforto no Grêmio

Após mandar uma equipe inteiramente reserva e perder para uma equipe também alternativa do Palmeiras, o Grêmio pode ver a distância para o líder Corinthians subir para sete pontos, em caso de vitória do Timão sobre o Botafogo, neste domingo. Para Odorico Eoman, vice de futebol do Tricolor, a situação incomoda.

- Preocupa em termos de Campeonato Brasileiro, mas sete pontos, com dois tropeços do Corinthians, acho que teremos condições de alcançá-los - afirmou o dirigente.

Em seguida, Roman explicou que o Grêmio tem que pensar em todas as competições, e poupar jogadores em algumas partidas é essencial para manter o equilíbrio da equipe.

- Foi uma opção (entrar com time reserva). Não podemos entrar com equipe titular em todos os jogos porque vamos acabar perdendo todos os campeonatos. Estamos em competições difíceis e há muitos times qualificados. Se o Grêmio quiser ganhar todos, não vai ganhar nenhum. Nós temos que administrar da melhor forma possível - avaliou.

Por fim, o dirigente afirmou que o Grêmio vem pensando sempre a longo prazo e nunca apenas no próximo jogo. Segundo Roman, essa é a fórmula para o sucesso.

- Nós estamos olhando assim. Temos o Godoy Cruz e outro adversário pelo Campeonato Brasileiro. Temos de manter um time competitivo para os torneios de mata-mata e outra equipe com o mesmo espírito para o Brasileirão - finalizou.

O próximo jogo da equipe de Renato Portaluppi é nesta terça-feira, às 19h15, contra o Godoy Cruz, na Argentina. A partida é válida pelas oitavas de final da Libertadores. O jogo de volta está marcado para dia 9/8, na Arena.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos