Elenco e Abel minimizam histórico e confiam em vitória sobre a Chape

  • Mauro Pimentel/AFP

Enfrentar a Chapecoense nunca foi uma boa para o Fluminense. Nesta segunda, às 20h, o Tricolor tem a chance de quebrar a escrita e vencer pela primeira vez o rival catarinense no Giulite Coutinho - são cinco vitórias da Chape e dois empates na história do confronto. No entanto, o técnico Abel Braga explicou o assunto sequer foi comentado por ele com os jogadores.

"Não me apego a números, se não nem entrava em campo na segunda-feira. Nunca ganhamos da Chapecoense", afirmou o treinador do Fluminense.

Se o histórico joga contra, o momento atual é favorável ao Fluminense, que vem de goleada na Sul-Americana e de dois bons resultados fora de casa no Brasileirão. Outro trunfo para o time de Abel Braga é o retorno ao Giulite Coutinho, onde a torcida fica mais próxima ao campo em relação ao Maracanã e costuma pressionar o adversário.

Para Wellington Silva, enfrentar o algoz catarinense é uma motivação a mais, mas o atacante também entende que é preciso deixar o histórico de lado quando os times entrarem em campo.

"Vai ser um jogo muito difícil, vamos jogar em casa, com nosso torcedor, e queremos conseguir a vitória. Estamos motivados pela vitória para quebrar esse tabu. Nunca vencemos mas isso é indiferente quando entramos em campo. Temos que dar o nosso melhor, estamos felizes e tenho certeza que a torcida vai nos apoiar', disse.

Ainda recuperando o ritmo de jogo, Wellington Silva deve ser mais uma vez opção entre os reservas de Abel Braga. A única mudança no Flu em relação ao jogo contra a Universidad Católica, do Equador, será no ataque. O centroavante Henrique Dourado não teve lesão detectada na virilha esquerda e será poupado por Abel. Pedro ganha nova chance ao lado de Rciharlson e Calazans.

TODOS CONFRONTOS ENTRE OS CLUBES

1976 - O primeiro duelo ente os times ocorreu no Índio Condá, que passaria a ser chamado depois de Arena Condá: empate por 2 a 2, em amistoso, com gols de Sérgio Galocha para os mandantes e Kléber e Luís Alberto para o Tricolor.

2014 - Foram duas vitórias da Chapecoense no Brasileirão daquele ano: 1 a 0 na Arena Cond[a e um impiedoso 4 a 1 em pleno estádio do Maracanã.

2015 - O Fluminense sofreu mais duas derrotas á duas temporadas: 2 a 1 em Chapecó em 3 a 2 no Rio de Janeiro. A sina tricolor estava mantida.

2016 - No primeiro turno do Brasileirão do ano passado, o Tricolor segurou um 0 a 0 na Arena Condá. No segundo turno, no entanto, mais uma vez o Flu sofreu na mãos dos catarinenses. Após sair atrás do placar - Cícero marcou aos quatro minutos -, a Chape virou para 2 a 1 nos minutos finais e frustrou a torcida tricolor no Giulite Coutinho, palco do jogo desta segunda-feira.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos