Presidente do Bayern diz que não fará loucuras por Sánchez e Verratti

O presidente do Bayern de Munique, Uli Hoeness, garantiu que o clube não fará loucuras em suas contas para contrarar o italiano Marco Verratti, junto ao Paris Saint-Germain. Ele ainda começou sobre a situação de Alexis Sánchez, do Arsenal, mantendo a mesma linha de pensamento.

- Não pagamos 100 milhões de euros (R$ 377 milhões) por Verratti e nem 25 milhões de euros por ano a Alexis Sánchez. Se queremos ganhar a Liga dos Campeões devemos reforçar a equipe e gastar muito dinheiro, mas temos que contratar com sentido - afirmou Hoeness, em declarações à "FOX Sports".

Já em entrevista à revista alemã "Kicker", o mandatário do clube bávaro também comentou a situação de Renato Sanches. O português deve deixar a equipe ainda nesta janela de transferências, pois não teve muitas oportunidades no time.

- O Renato é uma questão difícil... O Carlo Ancelotti também está sob pressão para ter sucesso e quem está de fora não pode dizer quem joga e deixa de jogar. Afinal, a qualidade do jogador é que conta. Na temporada passada o Renato Sanches esteve na Eurocopa até ao fim e não conseguiu se preparar bem para a temporada, além disso, ele também se lesionou por um tempo.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos