Botafogo x Nacional-URU: Jair poderá se inspirar no pai em busca da vaga

  • Thiago Ribeiro/AGIF

Nesta quinta-feira, o Botafogo continua sua epopeia dentro da Libertadores. E pela frente, ninguém menos que o Nacional-URU, tricampeão continental. Mas, nos confrontos entre ambos dentro da competição, o Glorioso leva a melhor, com dois triunfos em 1973. E o dominador comum que pode entusiasmar o alvinegro para o confronto contra os uruguaios é também a família Ventura.

Naquele ano de 1973, o Botafogo disputava sua segunda Libertadores na história, com a vaga vindo após o vice-campeonato brasileiro na temporada anterior. No esquadrão alvinegro, nomes conhecidos como Marinho Chagas, Fischer, Roberto Miranda e ninguém menos que Jairzinho, um dos maiores ídolos da história do clube e também pai do atual comandante do Botafogo.

No quadrangular para as semifinais, o Alvinegro encarou duas vezes a equipe do Nacional-URU, que mantinha a base que havia conquistado a Libertadores em 1971. E foram dois triunfos: 3 a 2 no Maracanã e 2 a 1 no Centenário. O elo em comum dos dois jogos? Gols decisivos de Jairzinho em ambos. No Rio, o ex-atacante marcara o terceiro tento que assegurou o triunfo dentro de casa.

Já no Uruguai, mais um triunfo daquele Botafogo comandado por Sebastião Leônidas. Roberto Miranda abriu o placar e novamente Jairzinho apareceu, aos 30 do segundo tempo, para garantir o triunfo e eliminar os uruguaios na Copa: 2 a 1 Botafogo, que só cairia nas semifinais para a equipe do Colo-Colo-CHI.

Voltando aos dias atuais, do outro lado o Glorioso vê pela frente novamente um outro gigante na Libertadores. Contudo, serve de inspiração o feito daquele time alvinegro de 1973, diante do mesmo Nacional-URU. Se naquela época foi Jairzinho o grande herói nos dois confrontos, agora, 44 anos depois, seu filho Jair Ventura encara o desafio diante dos uruguaios. Que venha quinta-feira.

BOTAFOGO X NACIONAL-URU, NA LIBERTADORES DE 1973:

24.02.1973 - Botafogo 3 x 2 Nacional - Maracanã - 42.137 presentes.
Gols: Marinho Chagas, aos 27'/1ºT e 1'/2ºT (2-0), e Jairzinho, aos 20'/2ºT (3-1)
Botafogo: Cao; Valtencir, Brito, Osmar (Scala) e Marinho Chagas; Nei e Carlos Roberto; Zequinha, Roberto, Jairzinho e Dirceu - Técnico: Sebastião Leônidas.

17.03.1973 - Nacional 1 x 2 Botafogo - Centenário de Montevidéu
Gols: Roberto Miranda, aos 45'/ºT (0-1) e Jairzinho, aos 30'/2ºT (0-2)
Botafogo: Wendell, Waltencir, Brito, Scala e Marinho; Nei Conceição. Carlos Roberto e Dirceu; Jairzinho, Fischer e Roberto (Ferreti) - Técnico: S. Leônidas

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos