Jô prevê dificuldade para Arana ficar: 'Tem hora que não dá para segurar'

Um dos jogadores mais experientes do elenco do Corinthians, Jô sabe que será difícil o clube manter o lateral-esquerdo Guilherme Arana. Em entrevista coletiva nesta terça-feira, o atacante disse que torce para o lateral-esquerdo permanecer, mas admitiu que é difícil resistir ao assédio europeu.

- Tem uma hora que não dá para segurar, até pela família humilde. A gente torce para que ele fique, mas o assédio é muito grande. Ele chegou numa maturidade em que é bem difícil segurar, ele tem jogado muito e aproveitado as oportunidades - analisou Jô.

O Bordeaux (FRA) fez uma proposta ao Corinthians por Guilherme Arana. O Timão negocia com o clube francês a compra dos direitos econômicos do zagueiro Pablo e a venda da porcentagem que detém do lateral-esquerdo. A única restrição demonstrada pelo clube brasileiro nas conversas até o momento é que Arana saia para a Europa somente no fim do ano.

Assim, Arana pode sair por 9 milhões de euros (cerca de R$ 34 milhões) e mais a cessão do zagueiro, que tem valor de compra fixado em 3 milhões de euros (cerca de R$ 11 milhões). Dono de 40% dos direitos do lateral, o Corinthians receberia 3,6 milhões de euros (R$ 13,5 milhões) para ceder seu jogador apenas em 2018 e teria 100% de Pablo. As tratativas ocorrem, mas sem pressa, de acordo com as partes envolvidas.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos