Robinho sofre lesão e desfalca o Cruzeiro por seis semanas

Nesta terça-feira, o Cruzeiro confirmou uma lesão na coxa esquerda do meia Robinho. Durante o clássico contra o Atlético-MG, o jogador deixou os gramados com dor musculares. De acordo com o clube, ele sofreu uma lesão grau 2 no músculo adutor longo da coxa esquerda e pode ficar até seis semanas longe dos gramados.

Após o resultado do exame, Robinho iniciou tratamento para se recuperar da lesão, que acomete a região do tendão. Esta não a primeira vez que o jogador se machuca nesta temporada. Por conta de uma contusão grau três no músculo posterior da coxa direita, sofrida na partida contra o Tombense, pelo Campeonato Mineiro, o meia ficou fora de campo durante 80 dias.

Recuperado da última lesão, Robinho retornou ao time na partida contra a Chapecoense, já pelo Campeonato Brasileiro, no dia 4 de junho. Uma semana depois, no dia 11 de junho, sofreu uma pancada no joelho durante a vitória por 2 a 0 sobre o Atlético-GO e ficou fora do jogo contra o Corinthians. Retornou contra o Grêmio e agora, menos de um mês depois, voltou a se machucar e fica fora do time por pelo menos um mês e meio.

Pelo Brasileirão, a Raposa volta aos gramados no próximo domingo, quando enfrenta o Palmeiras, às 16h, no Mineirão. Ocupando a 13ª colocação na tabela, o Cruzeiro vem sendo pressionado pela torcida por conta dos maus resultados. Em entrevista ao canal Fox Sports, Robinho criticou o protesto realizado na última segunda-feira, onde alguns torcedores se dirigiram à sede administrativa pedindo pela saída de Mano e de alguns atletas do clube.

- Fico triste, porque são meus companheiros e meu treinador. Quando acontece esse tipo de coisa é chato. Realmente a gente conversou. E eu não acho que isso é positivo, não. Isso é mais pressão para o elenco, para o grupo. Acho que no estádio você vaiar é uma coisa, agora fazer esse tipo de cobrança é complicado. Mas o torcedor está no direito dele, a gente não vem de bons resultados, não estamos conseguindo a vitória, mas vamos conversar esta semana, isso não pode abalar nossa equipe, e se abalar vai ser pior. A gente tem um comandante muito bom, que é o Mano, e jogadores que a gente confia muito, casos do Leo e do Caicedo. Vamos passar força para ele para a gente sair desta situação - declarou o jogador.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos