'Se não seguir no Boca, me aposento', diz Centurión à TV argentina

  • Divulgação/Boca Juniors

    Atacante descartou atuação por outro clube e fala até em jogo de despedida

    Atacante descartou atuação por outro clube e fala até em jogo de despedida

O atacante argentino Ricardo Centurión surpreendeu jornalistas de seu país nesta terça-feira com uma declaração. Em entrevista à TyC Sports, ele disse que só aceitará continuar a carreira no Boca Júniors (ARG), ao qual estava emprestado até o mês passado.

"Eu me aposento. Se não seguir no Boca, me aposento. Faço um jogo de despedida. Eu me aposento", afirmou Centurión, ao ser perguntado o que faria da vida caso não fosse possível seguir no gigante argentino.

Na primeira fala, Centurión não foi convincente - no estúdio, os jornalistas dão risada e e encaram como uma brincadeira. Chegam a pedir para ele falar sério, tamanha a incredulidade. Mas o atacante mantém as palavras e as repete depois.

Diante disso, o apresentador do programa perguntou o que o Boca significa para ele. "Aqui ganhei o campeonato", disse.

Centurión foi um dos destaques do Boca na conquista do título argentino este ano, garantindo vaga na Libertadores 2018. O sonho dele é jogar a competição pelo clube, do qual ganhou a camisa 10. No entanto, o São Paulo tem endurecido nas negociações.

A diretoria tricolor não aceita um novo empréstimo, apenas venda. Na Argentina, fala-se que o clube brasileiro pede US$ 6 milhões, valor que o Boca não estaria disposto a pagar.

Centurión foi contratado em janeiro de 2015, após fazer o gol do título argentino pelo Racing (ARG). Na época, o clube utilizou dinheiro emprestado por Vinicius Pinotti, atual diretor executivo de futebol. Foram cerca de R$ 22 milhões, por contrato até 31 de janeiro de 2019. A diretoria já decidiu que não ficará com o jogador e busca compradores.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos