Jornais de Guayaquil exaltam 'vitória agônica' do Barcelona contra Verdão

A vitória por 1 a 0 do Barcelona (ECU) sobre o Palmeiras no jogo de ida das oitavas de final da Libertadores foi destaque nos jornais de Guayaquil nesta quinta-feira. Tanto o El Universo quanto o El Telégrafo, maiores jornais da cidade, brincaram com o apelido do autor do gol, Jonatan "El Loco" Álvez, mostraram surpresa com a postura retraída dos brasileiros e definiram o triunfo, obtido só aos 46 do segundo tempo, como "agônico".

"Surpreendentemente o Verdão meteu-se em seu campo de defesa e quase não criou jogadas de perigo. Desde os dez minutos do primeiro, foi o Ídolo (apelido do Barcelona) quem controlou as ações, inclinou o campo a seu favor e se apossou da bola. As estatísticas indicaram que os donos da casa tiveram 59% de posse de bola e arremataram oito vezes a gol", diz o relato da partida no El Telégrafo.

O diário destaca que "o Palmeiras é a terceira equipe campeã da Libertadores que cai diante do Ídolo na edição 2017. Antes, o Barcelona venceu o Estudiantes de La Plata e o Atlético Nacional na fase de grupos".

O El Universo destaca que "o time local foi de vez para o ataque faltando meia hora para o fim do encontro, enquanto os paulistas ficaram presos em sua própria área". Jonatan Álvez, atacante uruguaio que já marcou 16 vezes em 25 jogos na temporada, sendo três na Libertadores, foi elogiado:

"A insistência de Loco Álvez daria resultado no fim. Jogava-se o primeiro minuto adicional quando o charrúa chutou rasteiro de fora da área e o goleiro Prass acabou deslocado por um desvio de um companheiro. Ele só observou como a bola se colava ao fundo da rede, devagarzinho".

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos