João Paulo e Valencia mudam panorama da criação do Botafogo

E de repente o que era preocupação virou esperança. O setor de criação vinha dando dor de cabeça ao torcedor do Botafogo e ao técnico Jair Ventura desde o início do ano. Camilo e Montillo não conseguiam jogar juntos, o argentino até já se aposentou, mas o cenário parece estar mudando.

A começar pelo destaque de João Paulo, que começou no Glorioso como volante, mas em atuando como típico camisa 10 em alguns jogos mais recentes. Faltava entrar na área e fazer o primeiro gol, o que finalmente aconteceu, nesta quinta-feira, contra o Nacional-URU.

- Já cumpri essa função de 10. Nos últimos anos mudei a característica, jogando mais recuado. E a ideia do Jair é de alguns jogos atrás, e acabou me comunicando - disse o apoiador ao canal por assinatura Sportv.

Mas não é só pelo protagonismo do ex-jogador do Santa Cruz que o time alvinegro pode ter dias melhores na criação. A chegada de Leonardo Valencia, meia da seleção chilena, é outra boa notícia. Na prática, ele ocupará, a brecha aberta após o fim da carreira de Montillo - e, em tese, de forma mais saudável.

Além deles, Marcos Vinícius, contratado junto ao Cruzeiro, entrou em campo pelo segundo jogo seguido. Enquanto isso, Camilo tenta recuperar a boa forma. A última opção, por enquanto, vai ser Leandrinho, revelação da base alvinegra.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos