Diego Souza não se reapresenta no Sport e impasse sobre o futuro segue

Os jogadores do Sport que não viajaram para enfrentar o Coritiba na segunda, como Diego Souza, deveriam se reapresentar nesta manhã, mas o camisa 87 não foi ao CT. Desejado pelo Palmeiras, ele está no Rio de Janeiro (RJ) desde sábado alegando ao clube pernambucano que precisa resolver "problemas particulares". A diretoria agora o espera em Recife na quarta.

- Nosso executivo (de futebol), Alexandre Faria, já recebeu a confirmação do empresário (Eduardo Uram), que ele se reapresenta amanhã (quarta-feira) com o elenco (que venceu o Coxa). Temos um jogo na quinta (contra a Chapecoense, pelo Brasileiro), já foi explicado que ele teve problemas particulares, temos de entender, mas deve se reapresentar quarta e então joga na quinta - disse Gustavo Dubeux, vice de futebol do Sport, ao LANCE!.

Uram é quem conversa com a diretoria do Sport neste momento. Na sexta, ele e Alexandre Faria tiveram uma reunião, em que o clube mais uma vez expôs inicialmente não ter intenção em negociar Diego. Seu estafe tenta ou uma liberação ao Palmeiras, ou uma valorização, mas o Leão da Ilha negocia o aumento sem pressa, já que o contrato vence só no fim de 2018 e pode ser renovado até 2019. À reportagem, Dubeux confirmou que não houve ainda um acordo sobre o prolongamento do vínculo.

No dia seguinte a esta reunião, o empresário disse que Diego não viajaria para enfrentar o Coritiba alegando os problemas particulares. Esta seria a sétima partida do jogador de 32 anos no Campeonato Brasileiro, que o impossibilitaria de jogar por outro clube na Série A.

Embora a ida ao Rio de Janeiro tenha acontecido logo antes do jogo limite, o Sport publicamente não fala em negociar seu principal jogador. Nas tratativas com o empresário, contudo, mostrou-se disposto a conversar sobre o valor para liberar o atleta, bem abaixo da multa, estipulada em torno de R$ 60 milhões. O Rubro-Negro e o Palmeiras ainda não chegaram a um acordo.

A novela já se arrasta há três semanas, e apesar do discurso de Dubeux seria improvável ver Diego voltar a jogar sem definir se sai ou se recebe aumento. O Palmeiras mantém a esperança de que conseguirá trazer o jogador.

Convocado para a Seleção Brasileira, o camisa 87 foi um pedido de Cuca, já que Borja não embala - a intenção do treinador é usá-lo como Tite tem feito, de centroavante. Mesmo assim, Diego Souza pode ainda ajudar a diminuir a dependência que o time tem sobre Guerra, principal armador palmeirense.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos