No G-6, Luxa freia empolgação após goleada e pede Sport 'sem vaidade'

Diante de mais de 13 mil pessoas no Couto Pereira, o Sport foi um visitante indigesto e, diante do mandante Coritiba, goleou por 3 a 0, em duelo realizado na noite da última segunda-feira, no encerramento da 12ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Com o triunfo, o Leão sobe para a sexta posição, agora com 18 pontos, entrando na zona de acesso à próxima Libertadores. Mesmo com a boa série de resultados (três vitórias consecutivas no Brasileirão), o técnico Vanderlei Luxemburgo, em entrevista coletiva, fez questão de frear a empolgação da torcida, receoso de "vaidade".

- O time está numa crescente boa, todo mundo entendendo que a parte coletiva é muito importante. Sem vaidade. É um processo crescente, mas muito distante do ideal ainda - disse Luxa, completando a respeito da vitória diante do time paranaense:

- O time está encorpando, entendendo minhas ideias. Mudei algumas coisas da equipe, coloquei Mena no lado esquerdo (do meio de campo). Iniciamos bem, criamos diversas situações de gol. Depois que fizemos um gol, recuamos um pouquinho. Errado. Não deveríamos ter feito isso. É muito perigoso - alertou.

Agora, o Sport se prepara para encarar a Chapecoense, na Arena Pernambuco, às 19h30 (de Brasília) desta quinta-feira. O duelo será válido pela 13ª rodada.

Para Luxemburgo, será fundamental elevar, sobretudo, o poder de mandante diante da Chape. Atualmente, o Sport tem 61,1% de aproveitamento em Recife (três vitórias, dois empates e uma derrota).

- Ser um bom mandante torna as coisas mais fáceis. Você perder jogo em casa, fora passa sufoco. Quando você ganha em casa, sai para jogar mais confortável fora. Aí você pega essas vitórias dentro de casa e vê que você dispara na tabela. Você pode ter algumas derrotas fora, mas compensa em casa - concluiu.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos