Talisca irrita técnico do Besiktas: 'Jogador que não treina, não joga'

  • Reuters / Murad Sezer

O Besiktas não está nada satisfeito com a situação do brasileiro Anderson Talisca. Segundo o jornal português "A Bola", o treinador Senol Gunes ficou indignado com o jogador, que não se reapresentou na data combinada para a pré-temporada.

Segundo a publicação, o atleta faz pressão na Turquia para que o clube aumente seu salário para 2 milhões de euros líquidos por ano (R$ 7 milhões). O Besiktas, no entanto, não está disposto a ceder e deve empurrar o problema para o Benfica, que tem os seus direitos, juntamente com o empresário do jogador, Jorge Mendes.

"Ele é nosso jogador e, sim, ainda não se apresentou. E isso está errado. Ele está desrespeitando o trabalho dele. Será multado por isso, claro. Foi autorizado a ficar mais tempo de férias por causa da doença da mãe mas não voltou na data combinada. Pode ser um bom jogador e ter qualidades acima da média mas tem que respeitar os companheiros. No Benfica, Guedes estava à frente dele por trabalhar duro e não por causa do talento. O Benfica o emprestou e não pensa no retorno de Talisca. Deixou ele sair por causa de problemas como esse. Talisca tem que se questionar e pensar na atitude que está tomando. Se alguém quer jogar tem que treinar. Jogador que não treina, também não joga", disse o técnico.

Fundamental na equipe e no título da temporada passada, Talisca entende que deve ser recompensado pelo momento atual. Aos 23 anos, ele chegou a ser especulado no Manchester United.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos