A fila anda: Jair mostra otimismo com Marcos Vinícius e outros meias

O torcedor do Botafogo vem acompanhando críticas e ele mesmo vem criticando - ou vinha - o setor de criação do time desde o início deste ano. Aliás, desde o ano passado. Em 2016, Camilo foi solução por dois meses, mas não conseguiu boa sequência desde então. Montillo chegou e saiu sem conseguir ser a solução esperada. Mas agora, além da consolidação de João Paulo, Jair Ventura recebeu o chileno Leonardo Valencia como reforço, e viu Marcos Vinícius, na primeira partida como titular, colocar até bola na trave. É a fila andando, e o treinador está otimista.

- Nós estamos analisando a performance de todos os atletas. Mas todos são importantes. Eu, como treinador, vi que o Marcos estava pedindo passagem. E o primeiro tempo do dele disse isso. A gente adora ele (o Camilo), tenho muita gratidão, mas tenho que analisar o momento e utilizar o que temos de melhor. Hoje, hoje, o Marcos está melhor. A briga é entre eles. Vocês estão vendo quem foi melhor ou não. A diferença é que vocês (jornalistas) acham e eu tenho que tomar atitudes. E isso indifere de tempo de casa ou maior salário. Se o Marcos inicia mal, ele vai para trás. Quem se escala é o jogador - garante.

Jair ficou para lá de satisfeito com a atuação de Marcos Vinícius. E revelou que, na negociação que levou o apoiador para o Glorioso, o atleta estava reticente em se mudar para o Rio. Não acreditava que teria muitas oportunidades. Mal sabia ele que receberia um telefonema.

- É um jogador que eu já conhecia desde o Cruzeiro, e gostava. Apareceu a situação da troca pelo Sassá e eu liguei para ele. Ele estava "meio assim" de vir como troca e eu falei: "Já te conheço. Você não está vindo como troca." Sei que ele vai nos ajudar. Ele chegou com uma lesão, então fomos colocando-o aos poucos. Hoje (quarta), na preleção, perguntei quem ainda não havia começado jogando? Só ele (além de Luis Ricardo, que esteve lesionado). "Então você vai começar." O Primeiro tempo dele foi fantástico. Sabíamos que ele iria cansar, como cansou. Por isso o tiramos no início do segundo tempo - explica.

Por sua vez, Marcos Vinícius deixou a timidez de lado por alguns instantes, após o Clássico Vovô. O ex-atleta da Raposa se colocou na briga pela titularidade.

- Sem dúvida. Não tem titular absoluto. Quem estiver bem vai jogar. Fico muito feliz por ter feito uma boa partida e mais feliz ainda pela vitória. Infelizmente, a bola não quis entrar hoje. O goleiro deles foi muito bem. Mas, se Deus quiser, no próximo jogo a bola vai entrar - espera o meia.

Outra opção de Jair Ventura, possivelmente já para a partida de segunda-feira, é Leonardo Valencia. O chileno já foi anunciado oficialmente pelo Botafogo, e o treinador acredita que o atleta será de grande valia no decorrer da temporada.

- Ele é baixo (1,69m), mas, nos testes, o Manoel Coutinho, nosso fisiologista, gostou muito. E o Valencia tem bom chute, bola parada muito boa. É um meia, como o Montillo. E seguimos procurando atacantes. Mas estou muito otimista, e ele chega pronto. Claro que tem a adaptação ao país. É mais um na briga dos camisas 10 - comemora o treinador.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos