Da excelência ao físico: zagueiros do Botafogo se alternam na titularidade

Parece ser o setor mais equilibrado do Botafogo: no miolo de zaga, ninguém pode dar mole. Ao contrário de em outras posições, o técnico Jair Ventura é muito menos paciente na manutenção de quem eventualmente não estiver na melhor forma. Seja pela carência no ataque, seja pelas lesões.

Os zagueiros titulares no fim do ano passado, Carli e Emerson, não iniciaram este ano. Isso por lesão do primeiro e por imbróglio na renovação do segundo. Renan Fonseca e Emerson Silva tiveram vez antes do início da Copa Libertadores. Mas o Barba Negra logo deu espaço a Marcelo.

E Marcelo teve início avassalador, atuou até na lateral direita, mas voltou ao banco, até por lesão que teve. Demorou, mas até Igor Rabello teve chance e agradou. Foi titular, perdeu posição e a retomou no último jogo. A torcida tem preferências, mas o técnico Jair Ventura explica que há questões individuais.

- O Marcelo joga mais pelo lado direito. Pode até fazer a esquerda, mas não é a dele. O Igor Rabello, o Emerson Silva e Emerson, sim, atuam pelo lado esquerdo. Mas pode acontecer - explicou, ponderando que Carli e Renan Fonseca também atuam pelo lado direito da defesa.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos