Botafogo bate Sport, sobe cinco posições e chega ao G6

Se o domingo no estádio Nilton Santos foi sem graça, sem gols e sem torcida no duelo entre Vasco e Santos, o dia seguinte foi bem diferente. Nesta segunda-feira, Botafogo e Sport entraram em campo com um objetivo: terminar a rodada no G6. Melhor para o Glorioso, que venceu por 2 a 1 com gols de Lindoso e Guilherme. Rithely descontou para os visitantes.

Antes mesmo de completar o primeiro minuto de bola rolando, João Paulo sofreu falta na intermediária. Em jogada ensaiada, Gilson levantou na área, Carli escorou para o meio e Rodrigo Lindoso completou na pequena área. A bola ainda resvalou em Roger, quase em cima da linha e em posição de impedimento - não marcado. Num piscar de olhos, o time de Jair Ventura subiu cinco posições na tabela. Porém, a resposta foi imediata.

Da mesma forma que sofreu, o Sport revidou. Aos oito, Everton Felipe cobrou falta na área e Durval finalizou forte. O goleiro Jefferson espalmou no meio da pequena área e Rithely empatou o placar. Tudo isso antes dos 10 minutos iniciais do duelo.

Depois do começo agitado, os times se equilibraram em campo. Pouco depois, a 'maldição da lateral-direita' atacou novamente o time alvinegro. Arnaldo sentiu e pediu para sair; Luís Ricardo, voltando aos gramados após dez meses fora por lesão, o substituiu. E o jogo começou a ser mais pensado.

O esquema de Luxemburgo, com Diego Souza à vontade e André dentro da área, começou a incomodar os mandantes. Sob os olhares de Tite na arquibancada, o camisa 87 fez bonito: caneta, drible da vaca e passe de letra e calcanhar. Na velocidade de Pimpão, os contra-ataques do Botafogo também saíam aos poucos, mas sem assustar o goleiro Agenor. Tudo igual até o intervalo.

No segundo tempo, Luxemburgo colocou Lenis no lugar de Mena para explorar o corredor de Luís Ricardo, ainda fora de ritmo. O Botafogo, sem criatividade, incomodou o goleiro adversário em cobranças de falta de João Paulo - uma direto pro gol e outra levantando na área. Jair foi esperto e pôs Guilherme no lugar de Marcos Vinícius, apagado. E deu certo.

O Glorioso pressionou e encontrou espaços. Primeiro com Pimpão, de cabeça, defendido por Agenor; depois com Guilherme, que recebeu lindo passe de Roger e chutou cruzado de canhota para o fundo das redes: 2 a 1.

No fim, Leandrinho entrou no lugar de Roger e o Botafogo administrou o placar. Festa da torcida no Nilton Santos, que termina a rodada na zona de classificação para Libertadores.

BOTAFOGO 1 X 1 SPORT

Local: Estádio Nilton Santos, em Rio de Janeiro (RJ)

Data/Hora: 17/7/2017, às 20h

Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG-Fifa)

Auxiliares: Guilherme Dias Camilo (MG-Fifa) e Paulo Almeida da Costa (MG)

Cartões amarelos: Rodrigo Pimpão e Roger (BOT); Mena e Sander (SPO)

Gols: Rodrigo Lindoso, 1'/1ºT (1-0); Rithely, 8'/1ºT (1-1)

Renda/Público: 15.309 pagantes (17.313 presentes) / R$381.865,00

BOTAFOGO: Jefferson, Arnaldo (Luís Ricardo, 17'/1ºT), Carli, Igor Rabello e Gilson; Rodrigo Lindoso, Matheus Fernandes, Marcos Vinicius e João Paulo; Rodrigo Pimpão e Roger - Técnico: Jair Ventura

SPORT: Agenor, Samuel Xavier, Henriquez, Durval e Sander; Patrick, Rithely, Everton Felipe e Mena (Lenis, intervalo); Diego Souza e André - Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos