Presidente da Federação Espanhola e seu filho são presos em operação contra a corrupção

O presidente da Federação Espanhola de Futebol, Ángel Maria Villar, e seu filho, Gorka Villar, foram presos na manhã desta terça-feira, em Madri, durante uma operação de combate à corrupção realizada pela Guarda Civil da Espanha. As informações são do diário ''El País''. Segundo a publicação, toda a alta cúpula da entidade estaria envolvida na investigação.

A ação tem como objetivo esclarecer supostas manobras financeiras realizadas de forma ilegal por Villar, como a suspeita de recebimentos de valores ilegais por amistosos da seleção espanhola e medidas que o fizessem permanecer no cargo máximo da entidade.

Já Gorka Villar, filho de Ángel, está envolvido em denuncias no Uruguai, onde foi diretor-geral 'nova Conmebol'. Segundo a justiça espanhola, ele teria realizado partidas no exterior em benefício próprio.

Além da presidência da Federação Espanhola, Ángel Maria Villar ocupa a vice-presidência da Fifa e da Uefa. Ano passado, se candidatou à presidência da entidade européia, mas desistiu para se reeleger na RFEF.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos