À espera de Deyverson, Palmeiras fixa trio de ataque: quem vai sair?

  • Cesar Greco/Ag. Palmeiras

O Palmeiras deve mandar a campo nesta quarta-feira, às 21h45, contra o Flamengo, a 19ª formação diferente em 20 jogos com Cuca. O único setor que não tem dúvidas para esta partida é o ataque, formado por Róger Guedes, Dudu e Willian. Os três se fixaram como titulares em meio à busca do treinador pela "equipe ideal", mas logo ganharão a concorrência de um atleta que provavelmente será um dos 11 preferidos do técnico: Deyverson.

O camisa 16 já chega com moral porque foi indicado por Cuca, que queria um centroavante com características semelhantes às de Gabriel Jesus, sobretudo no que diz respeito à capacidade de se movimentar sem a bola. Miguel Borja vem encontrando dificuldades para fazer o que o técnico gostaria, tanto que hoje o centroavante titular é Willian.

Willian jogou 18 das 19 partidas sob o comando de Cuca, sendo 16 como titular. Quando Borja esteve em campo, ele deixou de atuar como centroavante e passou a jogar pelo lado. Por isso, a entrada de Deyverson na equipe não significa, necessariamente, que Willian irá para o banco. O técnico já declarou que o rendimento do camisa 29 aumentaria com um novo 9.

O problema é que a disputa por uma vaga pelo lado não é nada fácil. Os principais concorrentes são Dudu, o capitão do time, e Róger Guedes, único atleta de linha a ter jogado os 19 jogos com Cuca - 14 como titular. Dudu esteve em 11 partidas, sendo nove como titular, mas só porque sofreu uma lesão muscular no período.

Dudu e Willian, com quatro gols cada, dividem com Alejandro Guerra a artilharia desta "era Cuca". Róger Guedes vem logo atrás, com três, empatado com Miguel Borja.

Nesta quarta-feira, Guedes, Dudu e Willian começarão juntos pela quarta vez consecutiva, quinta no geral, o que fará deste trio o mais frequente com Cuca. Willian, Dudu e Borja já começaram juntos quatro vezes, a maioria no início da passagem de Cuca, enquanto Guedes, Keno e Willian formaram o ataque outras quatro vezes, a maioria durante a lesão de Dudu.

Apresentado na segunda-feira e já integrado aos treinos com os novos companheiros, Deyverson teve seu nome publicado no BID nesta terça-feira, mas não viajou ao Rio de Janeiro. Ele vem de 30 dias de férias e ainda precisa aprimorar a forma física.

Contratado por 5 milhões de euros (R$ 18 milhões), Deyverson é o principal reforço para o segundo semestre desta temporada - no ano, só perde para Miguel Borja, também centroavante, que custou 10,5 milhões de dólares (R$ 33 milhões na época em que o acordo foi fechado).

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos