Caiu no Horto... Bahia segura e vence o Atlético no Independência

O Atlético-MG seguiu segue sem conseguir fazer do Independência o seu caldeirão, como no ano passado. Na noite desta quarta-feira, recebeu e perdeu para o Bahia, por 2 a 0, com dois gols de Juninho. Em oito jogos disputados em Belo Horizonte, o Galo só venceu dois e perdeu quatro. Com o resultado, as duas equipes ficaram coladas na tabela. O Atlético é o 11º, com 20 pontos. O Bahia vem logo atrás, com 19.

Vivendo altos e baixos no Campeonato Brasileiro, o Galo recebeu o Bahia com a missão de tornar sua casa um pesadelo para seus adversários novamente. O Tricolor, após sofrer o empate no final, em casa contra o Avaí, vinha com o objetivo de voltara vencer e se afastar do Z4.

O jogo vinha bastante equilibrado nos primeiros minutos. Galo e Bahia se estudavam e trocavam passes com cautela, criando poucas chances. Até que aos 11 minutos, Juninho cobrou escanteio e a defesa do Atlético cortou mal. A bola sobrou para Zé Rafael que cortou Fred e foi derrubado pelo atacante. Pênalti para o Tricolor, convertido pelo próprio Juninho.

O Galo sentiu o gol e viu o adversário crescer. O Bahia mantinha mais a posse de bola e conseguia ir tocando até perto da área do Atlético. Porém, a equipe de Jorginho só conseguia finalizar de longa distância, o que facilitava o trabalho do goleiro Victor. Demorou para que os donos da casa voltassem a propor jogo. Nas melhores chances de empatar no primeiro tempo, Fred mandou na trave e em cima de Jean.

O Atlético foi com tudo no segundo tempo. A entrada de Luan no lugar de Rafael Carioca deu mais opções ofensivas à equipe, e Fred era mais bem servido, conseguindo finalizar ao gol de Jean em melhores situações. O Bahia recuou demais, colocando o zagueiro Éder no lugar de Vinícius, querendo criar espaços para sair nos contra-ataques.

Já no desespero, Roger Machado tirou Elias e colocou Rafael Moura, para povoar a área do Bahia. Começava o show de levantamentos na área do adversário. Mesmo com mais um centroavante, o Galo não conseguia criar chances claras de empatar o jogo. De cruzamento em cruzamento, a zaga baiana foi afastando até que aos 42, conseguiu seu único ataque no segundo tempo e matou o jogo. Juninho acertou uma pancada de fora da área, sem chances para Victor. Com o resultado, o Galo caiu para 11º, com 20. O Bahia vem logo atrás, com 19.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-MG 0 X 2 BAHIA

Local: Arena Independênica, Belo Horizonte

Data-hora: 19/7/2017 - 21h45

Árbitro: Marcelo Aparecido de Souza (SP)

Auxiliares: Anderson José de Moraes Coelho (SP) e Bruno Salgado Rizo (SP)

Público: Não disponível.

Cartões amarelos: Bremer, Victor, Fred, Adílson (CAM); Eduardo, Matheus Reis, Vinícius, Jean, Matheus Sales (BAH)

Cartões vermelhos: -

Gols: Juninho, 12'1°T (0 a 1)

ATLÉTICO-MG: Victor; Marcos Rocha, Bremer, Gabriel e Fábio Santos; Adílson, Rafael Carioca (Luan, int), Elias (Rafael Moura, 23'2°T), Marlone (valdívia, 12'2°T) e Cazares; Fred - Técnico: Roger Machado.

BAHIA: Jean; Eduardo, Tiago, Lucas Fonseca e Matheus Reis; Matheus Salrx, Juninho, Vinícius (Éder, 17'2°T) e Zé Rafael (Ferrareis, 31'2°T); Mendoza e João Paulo (Régis, 23'2°T) - Técnico: Jorginho.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos