São Paulo e volante Wesley negociam rescisão de contrato

O volante Wesley está perto de deixar o São Paulo. O clube negocia com o jogador a rescisão do contrato que venceria em dezembro de 2018. Em comum acordo, o Tricolor deverá continuar pagando parte do salário do jogador, que fica livre para definir seu futuro. A mesma negociação foi utilizada para liberar o lateral-esquerdo Carlinhos ao Internacional.

Caso as tratativas, divulgadas primeiro pelo site "Globoesporte", se concretizem, chegará ao fim a trajetória de um dos atletas mais criticados pela torcida nos últimos anos. Wesley chegou ao São Paulo em 2015, por meio de negociação tocada pelo ex-presidente Carlos Miguel Aidar. Na época, o dirigente estava rompido com o Palmeiras, pelo qual o volante atuava, e fez esforço para tirá-lo do rival.

O investimento, com salário e luvas tidos muito altos, não tiveram o retorno em campo. Em 82 jogos, Wesley marcou apenas dois gols. Foi vítima de agressão de torcedores organizados durante invasão ao CT da Barra Funda em agosto do ano passado. Esse ano, o técnico Rogério Ceni tentou dar novo gás com motivação e elogios, mas o volante não conseguiu se firmar. Com Dorival Júnior, ele nem sequer jogou. No último jogo, contra o Vasco, nesta quarta-feira, não foi relacionado. Era o fim da linha.

Vale lembrar que Dorival teve uma decepção com Wesley no Palmeiras. O treinador bancava o volante, acreditando que ele não sairia, mas ele acabou fechando com o São Paulo. Dorival não gostou nada do episódio.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos