Técnico do PSG admite interesse em Neymar, mas diz: 'Missão não é fácil'

Em entrevista ao jornal francês "L'Equipe", o técnico Unai Emery preferiu manter o mistério sobre a chegada do brasileiro Neymar no Paris Saint-Germain. Por outro lado, ele admitiu que gostaria de ter o craque em seu elenco e disse que o objetivo não é fácil. Para ter o atacante, o PSG precisará desembolsar 222 milhões de euros (R$ 804,8 milhões), valor da multa rescisória.

- Desde que Neymar chegou a Barcelona, em 2013, já evoluiu bastante. Assisti a esse crescimento enquanto treinei o Sevilla e o pude ver jogar na liga espanhola e agora ele pertence ao top-5 mundial. O presidente do clube trabalha há alguns anos para conseguir garantir os melhores jogadores. O time e os torcedores estariam felizes de contar com um jogador do top-5, 6 ou 7, além dos muito fortes que já estão aqui. Não é uma missão fácil. Pode ser que venha ou não - ponderou.

- Nosso trabalho (para trazer Neymar) não será fácil, mas talvez a gente consiga. Quando se tem um projeto importante, sempre é bom ter jogadores como ele. Não sei se virá, mas no momento não há nada de concreto. O PSG quer os melhores jogadores do mundo, que estão nos melhores clubes do mundo - disse.

Emery ainda revelou que os parisienses ainda buscam outros reforços nessa janela de transferências, citando Kylian Mbappé e Alexis Sánchez.

- O time quer os melhores jogadores do mundo, que jogam nas melhores equipes do mundo. Alexis Sánchez e Mbappé são dois desses grandíssimos jogadores, e Mbappé além de tudo é francês. Quero os jogadores franceses nas equipes francesas - completou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos