Santos fecha elenco e nega propostas por Lucas Lima e Gustavo Henrique

  • Ivan Storti/Santos FC

O presidente do Santos, Modesto Roma Júnior, fechou o elenco e disse que não vai negociar nenhum outro atleta nesta janela de transferências. Os últimos que deixaram o Peixe foram Thiago Maia, vendido, e Caju, emprestado, ambos para o Lille, da França.

Modesto negou que haja qualquer proposta oficial por Lucas Lima. Recentemente, o jogador chegou a ser especulado em uma negociação com o Barcelona.

"A pressa e a ansiedade estão do lado daí (imprensa), não do lado de cá. Para nós está tudo indo. O contrato vai até o fim do ano. O do Ricardo Oliveira também. O prazo é fim do ano e muitas vezes a gente antecipa, mas lembram do escândalo da renovação do Thiago Maia que vocês fizeram? Não podemos sofrer"

O dirigente também descartou, principalmente, as saídas do zagueiro Lucas Veríssimo e do meia Jean Mota, ambos na mira do futebol francês. Pelo defensor, representantes do Sant Étienne vieram ao Brasil para avaliá-lo.

"Veríssimo e Jean Mota não têm a menor possibilidade de negociação. Fim do assunto. Reforço é algo bastante relativo. Deve ser definido pelo pessoal do futebol. Não vejo nenhum pedido. Não recebi demanda de reforços nesse momento. Precisamos e vamos crescer com esse time, com essa garra. Temos tido um time que não joga", afirmou o presidente.

Por último, Modesto afirmou que não cederá Gustavo Henrique ao São Paulo. "Não chegou (proposta). E não é um jogador que esteja à venda".

Thiago Maia foi vendido por R$ 51 milhões, mas o clube ficará com R$ 31 milhões, pois tinha 60% dos direitos econômicos. Já por Caju, o Peixe recebe R$ 1,8 milhões pelo empréstimo.

Nesta temporada, o Santos contratou oito reforços, são eles: Leandro Donizete, Cleber, Matheus Ribeiro, Vladimir Hernández, Bruno Henrique, Kayke, Nilmar e Matheus Jesus.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos