Alívio! Flamengo sofre, mas vence o Coritiba com gol no fim da partida

Zé Ricardo respira aliviado. Com um gol aos 46 minutos minutos do segundo tempo, de pênalti, o Flamengo venceu o Coritiba por 2 a 1, na noite deste sábado, na Ilha do Urubu. O Rubro-Negro sofreu para conquistar o resultado positivo e dar fim à sequência de três jogos sem vitórias. Com o novo triunfo em casa, na 16ª rodada, o time da Gávea chegou aos 28 pontos, na terceira colocação do Campeonato Brasileiro. Já o Coxa permaneceu com 19, ocupando a décima quarta posição.

O Flamengo abriu o placar aos seis minutos num contra-ataque rápido. Ligado, Geuvânio lançou Everton Ribeiro na ponta esquerda. O camisa 7 levantou a cabeça e tocou para Berrío, sozinho, tocar sem defesa para o fundo da rede de Wilson. O gol no início deu tranquilidade aos donos da casa, que jogavam sem afobação ao busca do gol.

O Coritiba era quase inofensivo e só assustava em erros do Flamengo. A boa marcação de Rômulo não deixava os visitantes se animarem no meio. Rápidos, Everton Ribeiro e Geuvânio eram os principais responsáveis pelas jogadas do Rubro-Negro. Guerrero, porém, passou quase despercebido na primeira etapa.

Logo no primeiro minuto do segundo tempo, o Coritiba empatou. Tomas Bastos recebeu na esquerda e, num lance que parecia despretensioso, lançou Henrique Almeida nas costas da zaga rubro-negra, que cochilou feio. O atacante deu um leve toque na saída de Thiago e deixou tudo igual na Ilha.

Num lance polêmico, Guerrero completou cruzamento de Vaz para o gol, mas a arbitragem assinalou impedimento. O atacante rubro-negro chegou a comemorar com a galera e só ficou sabendo da decisão do árbitro depois.

Mesmo que com pouca intensidade, o Flamengo partiu para cima do Coxa. Juan, de cabeça, quase colocou o Rubro-Negro em vantagem. Já os visitantes estavam satisfeitos com o empate e faziam de tudo para arrastar o jogo. Neto Berola desperdiçou duas boas chances em contra-ataques.

Os minutos finais foram de puro sofrimento. Naturalmente apreensiva e ansiosa pela vitória, a torcida rubro-negra passou a reclamar muito de cada erro. A falta de criatividade do setor ofensivo deixou o clima pior. No entanto, aos 44 minutos do segundo tempo, Vinicius Júnior sofreu pênalti. O garoto entrou na área e foi derrubado por Márcio. Everton Ribeiro chamou a responsabilidade e deslocou Wilson com categoria. Bola num canto, goleiro no outro. A torcida respirou aliviada e festejou a vitória.

FICHA TÉCNICA

FLAMENGO 2 X 1 CORITIBA

Data/Horário: 12/7/2017, às 19h

Local: Ilha do Urubu, Rio de Janeiro (RJ)

Árbitro: Braulio da Silva Machado (SC)

Auxiliares: Kleber Lucio Gil (SC) e Neuza Ines Back (SC)

Cartões amarelos: Luizão, Tomas Bastos, Wilson, William Matheus, Rildo, Alecsandro (COR); Arão (FLA)

Público e renda: 11.722 pagantes; 13.014 presentes / R$ 732.655,00

Gols: Berrío, 6'/1°T (1-0); Henrique Almeida, 1'/2°T (1-1); Everton Ribeiro, 46'/2°T (2-1)

FLAMENGO: Thiago, Pará, Juan, Vaz e Trauco; Rômulo (Paquetá, 39'/2°T), Arão e Everton Ribeiro; Geuvânio (Felipe Vizeu, 29'/2°T), Berrío (Vinicius Júnior, 16'/2°T) e Guerrero. Técnico: Zé Ricardo.

CORITIBA: Wilson, Léo, Márcio, Luizão e William Matheus; Jonas, Alan Santos (Neto Berola, intervalo), Matheus Galdezani e Tomas Bastos; Rildo (Filigrana, 32'/2°T) e Henrique Almeida (Alecsandro, 38'/2°T). Técnico: Robson Gomes.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos