Deyverson estreia neste domingo e inicia 'projeto Seleção' no Palmeiras

O jogo contra o Sport, às 16h deste domingo, na Arena Pernambuco, marcará a estreia de Deyverson pelo Palmeiras - Cuca só não confirmou se será como titular ou durante o jogo. Mais do que isso: aos 26 anos, o centroavante atuará pela primeira vez com a camisa de um grande clube do Brasil. Mas ele pensa grande e considera estar iniciando uma caminhada que pode levá-lo à Seleção Brasileira.

- Quando soube do interesse do Palmeiras deixei tudo de lado, pela história que sei do Palmeiras, pelo clube que é. Muita gente falou que dei um passo atrás, mas acho que dei uns dez para a frente. O Palmeiras é um clube quase europeu, tem estrutura de primeira divisão da Europa, tem um grande projeto. Vindo para o Brasil acho que vou ter mais possibilidade de chegar à Seleção - disse o novo camisa 16, em sua apresentação.

Pode parecer muita pretensão, mas a possibilidade de chamar a atenção de Tite às vésperas da Copa do Mundo foi decisiva para que o empresário português Filipe Dias, que há anos cuida da carreira de Deyverson, topasse abrir negociações com o Palmeiras.

- No Palmeiras, ele terá duas coisas que não estava tendo na Espanha: bola e briga por títulos. E tem uma Copa do Mundo no ano que vem. Ele vai ter até mais visibilidade jogando no Palmeiras, que está na parte de cima de todos os campeonatos, do que sendo destaque no Alavés - disse o agente, ao LANCE!.

Quando fala que seu cliente terá "bola" no Verdão, Filipe Dias refere-se ao modelo de jogo adotado pelas equipes médias da Espanha. Nos duelos contra os grandes, que são os de maior visibilidade, esses times costumam jogar na defensiva, fazendo o centroavante brigar sozinho no ataque. No Palmeiras, Deyverson terá companhia mais qualificada e, provavelmente, mais chances de gol a cada partida. Mas o convencimento não foi tão fácil...

- Quando liguei para o empresário do Deyverson, ele falou que eu estava louco. Eu falei: "Louco está você de não escutar o Palmeiras" - disse Alexandre Mattos, diretor de futebol do Verdão, pouco depois da contratação do reforço.

-Foi mais ou menos assim (risos). Outros clubes brasileiros já tinham me ligado perguntando do Deyverson, mas eu achava melhor seguir na Europa. Se você observar, a cada temporada ele estava em uma situação melhor lá, estava sempre crescendo. O que nos fez ouvir o Palmeiras foi o projeto mesmo. É um clube estruturado para brigar pelos títulos. O contrato de cinco anos, que era uma condição nossa, também mostra seriedade. E o Deyverson sempre teve vontade de jogar no Brasil pelo fato de ter feito toda a carreira na Europa praticamente - explicou Filipe Dias.

A experiência de Deyverson no Brasil se resume à Série C do Campeonato Carioca, pelo Mangaratibense. De lá, ele foi para Portugal tentar a sorte em um teste no Benfica e acabou aprovado para jogar no time B. Depois passou por Belenenses (POR), Colônia (ALE), Levante (ESP) e Alavés (ESP).

Deyverson foi rebaixado com o Levante (ESP) na temporada 2015/2016, mas chamou atenção com os nove gols que marcou em 33 jogos pelo clube - um deles contra o Real Madrid. Na temporada 2016/2017, emprestado ao Alavés, fez mais sete gols em 37 exibições. A equipe terminou em nono na Liga.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos