Eurico manda recado a Nenê e garante o Vasco na Libertadores

Durante a apresentação do zagueiro Anderson Martins no fim da tarde desta segunda-feira, em São Januário, o presidente do Vasco, Eurico Miranda, voltou a comentar sobre assuntos relevantes nas últimas semanas de clube. O mandatário falou sobre o meia Nenê, que pediu rescisão de contrato na semana passada, garantiu o Cruz-Maltino na Conmebol Libertadores do próximo ano, entre outros temas. Acompanhe.

RECADO A NENÊ

Na última segunda-feira, Nenê pediu para sair do Vasco por conta de uma suposta iminente proposta. Gilvan Costa, seu empresário, chegou a afirmar que o consenso era chegar em um bom caminho para ambas as partes por conta de o clube não o priorizar. Ficou fora da relação das partidas contra o São Paulo e o Atlético-MG e não deve mais jogar pelo clube - o contrato é até 2018.

"Se ele não quiser, ele não vai ficar no Vasco. Pediu para não jogar, que teria proposta. Falei que era tranquilo. Se a proposta viesse, não há problema algum. Se não aparecer, é um jogador sob contrato. Tem que estar à disposição do treinador. Se o treinador achar que deve escalar, escala. No contrato dele não está que ele é obrigado a jogar ou a ser titular. Não faço esse tipo de contrato aqui"

"Ele falou que queria a rescisão, eu facilito: 'Está bom, rescinde.' Não tenho que me entender com ele. Você me procura e diz que não quer mais trabalhar. Está bom, não trabalha. 'Ah, eu pensei que tinha proposta'. Volta a trabalhar. O prazo já acabou (no último sábado). E não me surpreendo com mais nada no futebol. Sou casado há 40 anos, só me surpreenderia se minha mulher pedisse separação"

VASCO NA LIBERTADORES

"O Vasco tem um objetivo e vai alcançar, contra tudo e contra todos. Podem criar as dificuldades que quiserem. Eu posso garantir mais uma vez que o Vasco vai estar na Libertadores. Podem fazer o que quiserem. Persigam da maneira como eles acham que tem que perseguir. Contra tudo e contra todos"

VALORIZAÇÃO DAS CATEGORIAS DE BASE

"Nada acontece por acaso. Preciso dizer que tudo isso é fruto de um trabalho muito forte em todos os sentidos. Quando retornei ao clube, a base estava com oito meses de ajuda de custo atrasada. Comendo pão com salsicha. Isso da base no profissional é fruto de um trabalho forte. Não é por necessidade, é a visão do treinador, que tem apoio integral nosso nas suas decisões"

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos