Cruzeiro aguarda decisão entre Boca Juniors e Huracán sobre caso Ábila

Apesar de já ter acertado a transferência de Ramón Ábila com o Cruzeiro, o Boca Juniors vive um clima de indecisão com o jogador. Isso porque o treinador Guillermo Barros Schelotto não pretende encaixar o centroavante no grupo neste momento.

Sua rescisão com a equipe mineira ainda não foi divulgada no Boletim Informativo Diário (BID) e a imprensa argentina já especula a permanência do atleta no Brasil. Entretanto, a assessoria celeste informa que o Boca não entrou em contato para realizar nenhuma alteração no acordo entre as equipes e Ábila.

Nesta segunda-feira, o presidente do Boca Juniors, Daniel Anfelici, e do Huracán, Alejandro Nadur, se encontraram para tratar do caso do jogador. O Boca deve assumir a dívida do Cruzeiro com o Huracán, que equivale a R$ 4,6 milhões, e comprar os 50% dos direitos restantes do centroavante até dezembro de 2017, pagando UD$ 4 milhões.

Apesar de ser este o acordo entre os mineiros e os dirigentes do Boca, os argentinos não estão muito dispostos a quitar os US$ 4 milhões do acordo até o fim do ano. A imprensa argentina afirma que uma nova reunião será realizada entre os envolvidos para tratar o caso.

Enquanto nada se resolve, Ábila continua fora de campo. Ele já deixou claro que não deseja ser emprestado ao Huracán e, de acordo com veículos argentinos, San Lorenzo e Peñarol estariam interessados em seu futebol. Até agora nada foi confirmado pelos clubes. Por outro lado, o meia Alexis Messidoro, que assinou com o time celeste, é aguardado em Belo Horizonte.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos