Jair cita 'estratégia' e necessidade de não levar gol pela vaga contra o Galo

Precisando vencer o Atlético-MG por dois gols de diferença para se classificar na Copa do Brasil, o Botafogo de Jair Ventura já tem uma estratégia definida para o confronto desta quarta-feira, no Nilton Santos. E o técnico alvinegro lembrou que o time terá que atacar, mas sem perder características marcantes do time - como organização e jogo coletivo - se quiser a vaga na semifinal.

- Cada jogos temos uma estratégia. Você tem a disputa dos pênaltis, o gol fora, jogar em casa, não poder levar gols... Se reinventar mais uma vez e fazer uma grande partida e buscar a classificação. Não queremos sofrer não (risos). Mas nem sempre dá, temos um adversário complicado. Minha maior preocupação nesse jogo é não levar o gol, ainda mais em uma equipe como o Atlético. O Robinho perde o gol em um jogo e vai fazer no outro - lembrou o técnico do Botafogo, que ainda aproveitou para completar sobre a postura da equipe:

- A preocupação é em fazer um jogo equilibrado. Situação de mata-mata, normal correr risco. Mas não vamos abrir mão da nossa organização e do jogo coletivo. É uma grande equipe, mas temos nossa força e nossa torcida - disse.

Este será o quarto mata-mata do Botafogo na temporada. Em todos os outros, o Alvinegro saiu vencedor, tanto pela Copa do Brasil quanto na Libertadores. E a expectativa é de que venha mais um triunfo, seguido pela classificação.

- A gente está calejado com isso. começamos cedo com o mata-mata por conta da Pré-Libertadores, depois foco nos clássicos... o bom é que o grupo é muito focado, sabe que cada jogo é uma decisão. Lógico que uma Libertadores, Copa do Brasil, é diferente... mas o foco tem que ser o mesmo. A equipe do Botafogo tem luta em todas as decisões. Será mais uma - encerrou Jair Ventura.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos