Tchê Tchê vê time fortalecido e deve repetir dupla de sucesso com Jean

  • Rivaldo Gomes/Folhapress

Suspenso contra o Sport, pelo Brasileiro, Tchê Tchê está novamente à disposição de Cuca, agora para o jogo desta quarta-feira, diante do Cruzeiro, pela Copa do Brasil, no Mineirão. O volante deve refazer no confronto das 21h45 a dupla que funcionou bem em 2016, com Jean. Para o técnico, um eleva o rendimento do outro.

"O Jean é um jogador muito inteligente, com bom posicionamento em campo, muita dedicação e experiência. A gente procura conversar bastante e também ouvir o que o Cuca pede para fazermos um bom papel ali pela direita. Ano passado conseguimos fazer uma boa dupla, este ano tivemos menos oportunidades, muito devido à lesões, mas se trata de um grande jogador. Assim como o Mayke, que não pode atuar dessa vez por ser a Copa do Brasil. O grupo todo é muito bom. Foi assim que conseguimos buscar o Brasileiro", disse o camisa 8, ao L!.

Um dos trunfos na conquista palmeirense do ano passado foi a parceria entre os dois. Revezando posicionamento, os jogadores foram importantes na campanha do título, mas neste ano não jogaram juntos com tanta frequência. Por conta do desgaste que tem no joelho direito, Jean perdeu oito partidas e voltou justamente contra o Sport, no meio-campo. Sem Mayke, que não pode disputar a Copa do Brasil, o camisa 2 deve ir para a lateral nesta quarta, e Tchê Tchê assim retomaria uma vaga no meio-campo.

O camisa 8, contratado a pedido de Cuca em 2016, continua em alta com o treinador. De seus 21 jogos desde o retorno, o técnico usou Tchê Tchê em 19, e em 18 como titular. O jogador sabe que é um dos homens de confiança do comandante.

"É sempre bom ter a confiança do treinador, para trabalhar tranquilo e fazer a nossa parte em campo. Desde a chegada do Cuca, ano passado, ele sempre me passou coisas boas e confiou em mim. Cabe a mim corresponder e também correr por ele em campo. Fico feliz de poder estar jogando, a equipe vem crescendo", explicou Tchê Tchê, que durante o período de ausência de Jean chegou a atuar na lateral direita.

"Tenho procurado ajudar onde o Cuca precisar. Todos sabem que onde gosto de jogar é no meio-campo, mas também posso colaborar em outras setores e vai de cada jogo, do que ele acha melhor e do que o time precisa. A lesão que tive no começo do ano me atrapalhou um pouco, pois vinha de um começo bom. A oscilação do time também atrapalhou a todos, mas temos que esquecer um pouco isso e aproveitar o momento de crescimento e evolução da equipe. Eu me sinto muito bem, tenho me dedicado muito aos treinos e tenho procurado deixar o máximo dentro de campo", contou.

Há uma semana fora de São Paulo, o Palmeiras vem de um empate com o Flamengo no Rio de Janeiro e a vitória sobre o Sport, em Pernambuco, ambas pelo Brasileiro. Agora, é a vez de garantir a vaga na semi da Copa do Brasil para confirmar a recuperação do bom momento. Após o empate em 3 a 3 no Allianz Parque, o Verdão avança com uma vitória simples.

"Esse tempo juntos é sempre bom para fortalecer o grupo. Estamos juntos desde o início da semana e isso nos deixa concentrados para as partidas. Sabemos das dificuldades de enfrentar o Cruzeiro fora de casa, mas é um jogo decisivo e temos que ir ligados do começo ao fim para levar esta vaga para São Paulo", encerrou.

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos