A aventura continua! Botafogo tira vantagem, vence o Atlético-MG e avança na Copa do Brasil

A odisseia do Botafogo em 2017 prossegue. Na noite desta quarta-feira, no Estádio Nilton Santos, o time tirou superou a vantagem de 1 a 0 construída pelo Atlético-MG na primeira partida, venceu por 3 a 0 e avançou à fase semifinal da Copa do Brasil. Noite de virada, que a torcida não vai esquecer tão cedo.

O Glorioso começou pressionando e teve uma série de escanteios nos primeiros minutos. Num destes, aos cinco minutos, a bola sobrou para Bruno Silva e o chute encontrou Carli. O zagueiro abriu o placar. Pouco depois, aos sete minutos, Rodrigo Pimpão arrancou sozinho, em velocidade, mas demorou a chutar e a marcação se antecipou.

Após a blitz do time da casa, o Atlético começou a mostrar seu repertório. Elias, aos 14, chutou por cima do alvo. Dois minutos depois, Marcos Rocha fez Jefferson trabalhar.

O Botafogo jogava como gosta: contra-atacando, e quase sempre pelo lado esquerdo. Foi a falta de inspiração de Rodrigo Pimpão que impediu maior sucesso em pelo menos três ocasiões.

Pelo mesmo setor, Victor Luís tentou chute forte. A bola foi para fora e, no contragolpe, Yago finalizou para a defesa de Jefferson, após leve desvio. Pecado mineiro, pois o Glorioso não perdoaria na chance seguinte: aos 41, pelo tal lado esquerdo, João Paulo driblou a marcação e achou Roger. O centroavante mandou no lado oposto ao do cruzamento. Era o Botafogo na frente e se classificando.

Modificado, o Atlético teve a primeira chance da segunda etapa. Mas o chute de Luan, aos dois minutos, foi fraco. Fraco também foi a finalização de Pimpão, no lance seguinte.

Roger arrancou aplausos da torcida quando aplicou uma caneta e uma meia-lua quase que seguidamente. Mas era o Galo quem estava no ataque. Os erros foram nas finalizações de Bremer, Rafael Moura e Luan, novamente.

Aos 20, grande susto. Marcos Rocha dá chutão e Cazares ganha de Victor Luís na velocidade. Mas Jefferson saiu da área para dividir. Jogada limpa, e gol evitado.

A reta final da partida, como esperado, foi um jogo de ataque contra defesa. Aos 39, Cazares, arrancou pela esquerda e chutou na rede... mas pelo lado de fora. Mas aos 44 minutos, Leandrinho puxou contra-ataque e passou para Bruno Silva, que achou Gilson, que achou o gol. A jornada do Botafogo continua.

FICHA TÉCNICA:

BOTAFOGO 3 X 0 ATLÉTICO-MG

Data-hora: 26/7/2017, às 19h30

Local: Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ)

Árbitro: Sandro Meira Ricci (SC-Fifa)

Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho (SP-Fifa) e Marcos Carvalho Van Gasse (SP-Fifa)

Cartões amarelos: Carli (BOT) e Adilson (CAM)

Cartão vermelho: -

Renda/público: R$ 587.790,00/24.276 pagantes

Gols: Carli (5'/1ºT - 1-0), Roger (41'/1ºT - 2-0) e Gilson (44'/2ºT)

BOTAFOGO: Jefferson, Emerson, Carli, Igor Rabello e Victor Luís; Rodrigo Lindoso, Bruno Silva, Matheus Fernandes e João Paulo (Leandrinho, 41'/2ºT); Rodrigo Pimpão (Guilherme, 20'/2ºT) e Roger (Gilson, 34'/2ºT) - Técnico: Jair Ventura.

ATLÉTICO-MG: Victor, Marcos Rocha, Bremer, Gabriel e Fábio Santos; Adilson, Yago (Rafael Carioca, Intervalo) e Elias; Luan (Otero, 28'/2ºT), Robinho (Rafael Moura, Intervalo) e Cazares - Técnico: Rogério Micale.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos