Cruzeiro empata no fim, vai à semi e tira o Palmeiras da Copa do Brasil

Depois de abrir 3 a 0 sobre o Palmeiras, o Cruzeiro sofreu, mas garantiu sua vaga na semifinal da Copa do Brasil. Diante de quase 45 mil pessoas no Mineirão, a Raposa saiu perdendo, chegou ao empate em 1 a 1 no fim, e avançou graças aos gols marcados fora de casa no empate em 3 a 3, no Allianz Parque.

Keno, após chute desviado, ia fazendo o Verdão conseguir uma classificação heroica, depois de buscar o empate em 3 a 3 em um tempo na sua casa. Mas a pressão cruzeirense acabou dando resultado, e Diogo Barbosa foi o autor do gol que fez o estádio em Belo Horizonte explodir.

Apesar de toda a emoção, o primeiro tempo foi ruim. O melhor veio das arquibancadas, não do campo. Enquanto o Cruzeiro deixava a bola com o Palmeiras, que rodava ela na maior parte do tempo entre sua defesa e volantes, as duas torcidas fizeram barulho.

Os palmeirenses lotaram o setor de visitantes e com bandeiras e baterias deram bastante apoio. Os cruzeirenses, com direito a explosões na entrada dos times ao campo, também não deixaram a desejar. Já as equipes de Mano Menezes e Cuca, sim.

Nenhum dos times teve chances claras. A Raposa teve a bola por mais tempo no seu campo de ataque, mas até o intervalo cada goleiro fez só uma defesa, em chutes fracos.

A segunda etapa foi mais interessante, especialmente pelo time da casa, que começou a ser mais perigoso com faltas próximas à área. Keno entrou para dar velocidade ao Verdão, só que o time mostrava os mesmos problemas de criação no meio de campo.

Do jeito que o jogo seguia, parecia que mais uma vez o Palmeiras precisaria de um pouco da sorte que teve nos jogos contra o Inter para marcar o gol da classificação. Pois ela veio, quando Fábio afastou o escanteio e Keno chutou de fora da área. O tiro desviou no meio do caminho e desta vez matou o goleiro: 1 a 0 para o Verdão.

Os 20 minutos restantes foram de apenas ataque do Cruzeiro. Os palmeirenses nos intervalos dos cantos roíam as unhas, enquanto a torcida celeste assistia mais quieta, temendo a eliminação após abrir 3 a 0 na ida. Isto mudou aos 41 minutos, depois da cabeçada bem colocada de Diogo Barbosa. O Mineirão pulsava com o gol, que deu a vaga à Raposa.

O time de Mano Menezes agora espera o jogo desta quinta entre Atlético-PR e Grêmio para saber qual será seu adversário. Os gaúchos levam grande vantagem dos 4 a 0 feitos na partida de ida.

O Palmeiras, sem jogar bem, despediu-se de um de seus enfoques de 2017. Resta a Libertadores a disputar, este o maior desejo, e o Brasileiro, em que tenta garantir uma vaga na Libertadores. A busca por um título na temporada agora fica basicamente na conta da outra copa. Arriscado...

FICHA TÉCNICA

CRUZEIRO 1 X 1 PALMEIRAS

Local: Mineirão, Belo Horizonte (MG)

Data-Hora: 26/7/2017 - 21h45

Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (Fifa-GO)

Auxiliares: Bruno Raphael Pires (Fifa-GO) e Cristhian Passos Sorence (GO)

Público/renda: 41.660 pagantes /R$ 1.277.729,00

Cartões amarelos: Thiago Neves, Arrascaeta e Alisson (CRU), Edu Dracena, Egídio e Mina (PAL)

Cartões vermelhos: -

Gols: Keno (25'/2ºT) (0-1), Diogo Barbosa (39'/2ºT) (1-1)

CRUZEIRO: Fábio; Lucas Romero, Léo, Murilo e Diogo Barbosa; Ariel Cabral e Henrique; Élber (Arrascaeta, aos 17'/2ºT), Thiago Neves e Alisson (Lucas Silva, aos 42'/2ºT); Rafael Sóbis (Raniel, aos 31'/2ºT). Técnico: Mano Menezes.

PALMEIRAS: Jailson; Jean, Mina, Edu Dracena e Egídio; Thiago Santos, Felipe Melo (Raphael Veiga, aos 12'/2ºT) e Guerra (Keno, no intervalo); Dudu (Tchê Tchê, aos 28'/2ºT), Róger Guedes e Borja. Técnico: Fábio Carille.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos