Guardiola fala de novos reforços, cifras absurdas e Daniel Alves

Mesmo com as chegadas de Ederson, Walker, Danilo e Mendy, o Manchester City segue antenado no mercado. Em entrevista coletiva, o próprio técnico Pep Guardiola deixou claro que a porta para novos reforços não está fechada.

- A janela, infelizmente, vai até dia 31 de agosto, e isso não é bom para os gerentes e para os clubes, porque as competições começam dia 12, e a janela ainda estará aberta. Não acho que isso é justo com os clubes. Até lá muita coisa pode acontecer - afirmou o técnico espanhol.

Sobre a quantia desembolsada pelo Manchester City na atual janela de transferências (cerca de R$ 874 milhões, o que o torna o clube que mais gastou até aqui), Pep Guardiola revelou-se tranquilo quanto à situação dos Citizens.

- Há muitas clubes com muito poder econômico. O United é uma equipe muito forte. Há muitas equipes que gastaram muito nos últimos anos, mas no final depende também do que querem os jogadores, os clubes, os agentes, não só o dinheiro, mas logicamente os grandes jogadores só vão para grandes times. Nós, para estarmos ao nível do Real Madrid ou do Barcelona, necessitamos de tempo, mas temos crescido muito nos últimos anos. Hoje, estamos sempre entre os quatro primeiros (da Premier League) - comentou Pep, completando:

- Há dez anos o Real Madrid pagou 30 milhões (de euros) por Pepe e o Barcelona 36 por Dani Alves, e nestes últimos anos o mercado disparou. Gostava que os clubes pagassem menos, mas o mercado está assim. Nós decidimos rejuvenescer o plantel e não sou eu quem vai decidir o que devem fazer os clubes. Nós tínhamos que renovar, porém todos os clubes estão gastando muito - criticou a atual fase do mercado, recheado de grandes cifras.

Agora com Danilo, elogiado por ele, Guardiola foi questionado sobre o que sentiu quando Daniel Alves, seu ex-comandado no Barcelona, preteriu os Citizens para acertar com o Paris Saint-Germain. Nada abalou o respeito.

- Não fiquei nem um pouco desapontado. Tive a sorte de ser seu treinador por quatro anos nos Barcelona, e você não imagina o tipo de pessoa especial que ele é dentro e fora do campo. Desejo tudo de melhor para ele, e, claro, para sua esposa e sua família. Eu desejo sempre o melhor para aqueles que eu amo. Se ele decidiu que o melhor para a sua carreira e para sua vida pessoal era o PSG, temos que aceitar isso, e não tenho nada a dizer. Nós gostaríamos de tê-lo, mas não foi possível. Desejo toda a felicidade para Dani em Paris - finalizou.

JOGÃO À VISTA

A entrevista coletiva de Pep Guardiola se deu como prévia do amistoso diante do Real Madrid, a ser realizado na madrugada de quinta para sexta, às 0h (de Brasília). O duelo será no Los Angeles Memorial Coliseum, nos EUA.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos